Animes

Crítica: Sailor Moon Crystal Season III - O belo retorno da guerreira da lua

A terceira temporada de Sailor Moon Crystal estréia com um ar de novidade.

O início de vida de Sailor Moon Crystal não foi fácil, embora bastante aguardado, o anime decepcionou velhos e novos fãs com uma animação cheia de falhas e que não empolgava. Sabendo disso, a Toei Animation preparou uma surpresa para os espectadores do anime em seu terceiro arco: uma mudança no traço dos personagens, estratégia essa que funcionou não só para atiçar novamente a ânsia de alguns pelas aventuras de Usagi, mas também para dar um ar de novidade ao anime.


Sailor Moon Crystal Season III chegou trazendo para a tela da TV uma versão mais fiel ao mangá do arco Death Busters (ou Infinity, como é conhecido entre alguns fãs) que coloca as guerreiras em confronto com as forças do misterioso Pharaoh 90, além de apresentar 3 novas sailors, completando todo o time das 10 principais sailors do sistema solar já vistas no anime antigo.

De início, houve quem reclamasse do novo traço, porém, logo no primeiro episódio da nova temporada pode-se notar uma melhora significativa na animação, que agora é mais fluída e por que não dizer, mais bonita de apreciar. Isto é claro, não livrou o anime de pequenos erros nos desenhos das personagens durante os 13 episódios do arco, mas a melhora na qualidade da série é admirável, assim como o cuidado da Toei Animation, que parece estar mais atenta às reclamações dos fãs na questão da má qualidade de animação (sendo possível ver progressos realizados não somente com Sailor Moon, mas com outros animes como Dragon Ball Super e Digimon).
A Season III também trouxe de volta a comédia, para alegria geral da nação.
Com o novo arco, a Toei também investiu em novas sequências de abertura e encerramento, cujo o espírito evocado era muito similar ao do anime da década de 90, com suas músicas fofas, mas de forte impacto. As sailors também ganharam novas transformações, que ficaram no geral bastante bonitas no traço novo, com destaque para as transformações de Sailor Moon e Chibi-Moon.
As sequências de ataque voltaram de forma bastante satisfatória, o que deixava cada cena de ação com um charme especial. Os que mais se sobressaíram foram os ataques das Sailors Uranus, Neptune e Pluto, além de golpes ainda não vistos de Jupiter e Venus (essas duas sailors que roubaram a cena diversas vezes). Em questão de batalha, um dos melhores momentos da temporada foi a luta das primeiras quatro Sailors contra as novas Sailors sob o controle da vilã Cyprine, e a batalha contra a bruxa Tellu (uma sequência incrivelmente animada, que infelizmente terminou rapidamente).

A Neptune finalmente usou esse espelho nas lutas.
Com a união das 10 sailors, havia muito temor de que Sailor Moon Crystal Season III não conseguisse desenvolver de forma satisfatória todas as suas suas personagens, uma vez que o próprio mangá é muito mais focado em Usagi/Sailor Moon e as primeiras temporadas acabaram falhando em dar profundidade para as outras personagens. Felizmente, alongando um pouco alguns fatos do mangá, Sailor Moon Crystal Season III conseguiu oferecer aos espectadores personagens muito bem elaboradas.

Graças a este aspecto, relacionamentos como os de Haruka com Usagi, e a amizade de Chibiusa e Hotaru se desenvolveram de forma plausível e deram mais vigor à história. O anime também possibilitou que os fãs vissem todo o potencial da Sailor Saturn, e entender o porquê da personagem ser tão temida. O único personagem que acabou ficando jogado para escanteio foi Mamoru/Tuxedo Mask, mas a realidade é que o personagem fez pouca falta aqui.
Saturn mostrando quem é que manda nesse anime.
Entretanto, nem tudo são maravilhas no reino do Milênio de Prata de Sailor Moon Crystal Season III e os problemas foram aparecendo ao longo da temporada. Um dos maiores erros do anime em geral estava na parte sonora. Enquanto as músicas de abertura e encerramento eram boas, os efeitos sonoros utilizados em ataques e em cenas de transformação deixavam muito a desejar e foi um choque assistir Neptune e Uranus se transformarem sem o épico tema utilizado nos anos 90. Os efeitos aplicados para a destruição dos daimons (os inimigos dessa temporada), também eram toscos, com fumacinhas feias que pareciam ter sido elaboradas para algum comercial de TV com baixo orçamento.

Claro que nenhum desses erros acabou estragando o anime, mas com um maior cuidado, Sailor Moon Crystal Season III podia ter se tornado ainda mais memorável para os fãs. O que resta agora é esperar uma Season IV, uma vez que o episódio final já deixou um ótimo gancho para a próxima temporada, fazendo com que os fãs e espectadores ficassem ainda mais aflitos para curtir a continuação da história de Usagi e seu grupo de heroínas.
Até mais... por enquanto.
Pedro Vieira escreve para o GeekBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.
Este texto não representa a opinião do GeekBlast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Facebook