Séries

Irá Supermax revolucionar a Televisão brasileira?

Globo anuncia seriado fora dos padrões da TV brasileira, será que Supermax vai revolucionar e fazer com que tenhamos mais iniciativas parecidas?


Não é nenhuma novidade que as emissoras brasileiras em geral optam por seguirem as mesmas fórmulas clichês de sempre, arriscando pouco e consequentemente trazendo poucas inovações. Mas com a popularização da Netflix, o formato de seriado americano alcançou um público maior em terras tupiniquins.



Provavelmente foi visando alcançar esse público que é fã de séries americanas que a Globo anunciou a sua nova série Supermax. Por enquanto se baseando somente no trailer divulgado, as coisas estão um pouco confusas, mas já podemos perceber que eles devem seguir uma tendência meio sobrenatural com seres que parecem demônios, meio The Walking Dead.


Enredo

O que sabemos até o momento é que a séria irá se passar em uma prisão de segurança máxima na Amazônia e os personagens serão 12 pessoas que estão participando de um reality show e têm um passado em comum, mas cada um tendo que lidar com seus próprios fantasmas e medos. Ainda não foi divulgado o que são esses seres que aparecem no trailer.

Influências

Segundo José Alvarenga Júnior, diretor de Supermax, a série tem influências de The Walking Dead e alguns filmes clássicos de terror. Como o diretor revelou em uma entrevista ao site Omelete, a série pega "um pouco emprestado essa situação do incomum dentro do comum. Fora isso todos os filmes de terror que foram marcando a minha vida desde a infância; O Exorcista... A Bruxa de Blair, mais recentemente, que foi um filme que eu estudei. Ele tinha essa coisa do 'não visto', do pagão que se assemelha muito a True Detective. Todos os elementos rústicos para criar essa sensação de uma força natural existente no mundo que vem do lado do mal".

Elenco

Até o momento a série será estrelada por Mariana Ximenes, Cléo Pires, Fabiana Gugli, Erom Cordeiro, Maria Clara Spinelli e Bruno Belarmino, e tem o roteiro de Carolina Kotscho (2 Filhos de Francisco), Raphael Draccon (autor de Dragões de Éter), Fernando Bonassi (autor de Luxúria), Braulio Mantovani (Cidade de Deus) e Denisson Ramalho (especializado em filmes de terror).

Revolução da televisão nacional?

Ainda é cedo para alegar que Supermax vai revolucionar e trazer uma grande inovação na forma com que fazemos as séries. Mas é claro que temos que torcer muito para que o resultado final seja bom para que possamos ter mais iniciativas como essa. Por enquanto, ponto para a Rede Globo.
Murilo Burns escreve para o GeekBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.
Este texto não representa a opinião do GeekBlast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Facebook