Cinema

O que esperar de Star Trek: Sem fronteiras

Depois de 5 décadas Star Trek mostra sinais de conseguir se renovar e aumentar a base de fãs sem perder sua essência.

Star Trek completa 50 anos em setembro de 2016 e entre outras realizações, estréia o terceiro filme da nova linha temporal da série. O longa traz homenagens ao passado e  ao mesmo tempo dá um passo importante para a renovação da marca no cinema.


O ano é 2009, um misto de emoção e preocupação cerca os fãs de viagens nas estrelas, depois de anos escuros todos puderam sair de seus criotubos e emergir para a sociedade. Viajar para o espaço e se apaixonar por uma alienígena não era mais sinônimo de estranhice. Porém, Star Trek iria definir se a série ainda tinha forças para atrair pessoas ao cinema. O resultado não podia ser mais satisfatório, o filme é excelentemente dirigo por J.J. Abrams e arrecada milhões, a história contém alguns furos e faltava algo da essência da série dos anos 60 mas nada que o impedisse de brilhar. O terceiro filme do novo elenco de Kirk, Spock, Uhura e cia. promete trazer o melhor de dois mundos, uma história forte e embasada como na série televisiva e o mais caro em termos de tecnologia, efeitos especiais e cenários que apenas o cinema pode providenciar.

O longa não possui o mesmo diretor do primeiro filme ou da sequência Star Trek: Além da Escuridão, assumiram o papel Justin Lin, Simon Pegg e Doug Jun, o primeiro com o cargo de diretor do longa não possuía experiência com filmes de ficção científica mas tem potencial para fazer bonito, já Pegg e Jun assinam o roteiro do longa, cada um contribui com o que tem de melhor para a produção dessa nova jornada. Pegg que além de ser o roteirista também é ator da trilogia (ele interpreta o Montgomery 'Scotty' Scott), se destaca como fã e conhecedor profundo do universo de Star Trek.

O elenco conta com as adições de Idris Elba e Sofia Boutella, interpretando papéis essenciais na trama. Como curiosidade a personagem Jaylah de Sofia foi inspirada na atriz Jennifer Lawrence mas não como Katniss em Jogos Vorazes e sim como Ree Dolly do indicado ao Oscar Inverno da Alma.
A parte negativa fica com a perca de dois atores Leonard Nimoy o antigo Spock, que é homenageado no filme e faleceu devido uma doença no pulmão e Anton Yelchin que sofreu um grave acidente de carro após as filmagens e curiosamente aparece mais nesse filme do que nos anteriores.
Anton Yelchin fará falta ao elenco

A expectativa é grande para que Setembro chegue na velocidade da luz e os fãs sejam agraciados com mais um espetáculo estelar. A crítica do filme você lê aqui no site assim que o filme estrear no Brasil.
Parrilha escreve para o GeekBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.
Este texto não representa a opinião do GeekBlast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Facebook