Séries

Primeiras Impressões: A Garota da Moto

Viaje em alta velocidade com Joana nesse drama envolvente do Sbt com a Fox

























Os amantes de séries podem comemorar. Estreou nessa quarta-feira, 13 de Julho, A Garota da Moto, parceria do SBT com a Fox Life. Criada por David França Mendes e João Daniel Tikhomiroff, a trama vai ao ar diariamente pela emissora de Silvio Santos às 21h30 - e iniciará em Outubro, na Fox Life.

A trama gira em torno da vida de Joana (Chris Ubach, ex-Malhação), uma jovem inocente que trabalha em uma padaria no Rio de Janeiro. Ela envolve-se com Duda, sem saber que ele é um milionário casado com a vilã Bernarda (Daniela Escobar, Ex-Ti Ti Ti). Movida pela vontade de ficar ainda mais rica e famosa, Bernarda envenena o marido para ficar com toda herança - sem saber que Joana está grávida e carrega o verdadeiro herdeiro dentro de si.

Ainda no Rio de Janeiro, Joana começa a ser perseguida por capangas de Bernarda, que tem como objetivo matar ela e a criança. Como forma de auto-proteção, a jovem esconde-se sem saber o motivo de ser perseguida. A situação complica quando a casa de Joana e Nico (Enzo Baroni), o herdeiro agora com 7 anos, é invadida por um policial corrupto. 

Sem alternativas, Joana foge para São Paulo, buscando refúgio na casa do pai, com o qual mantém uma relação conturbada. Para criar o filho, a jovem passa a trabalhar com o que mais ama na vida: andar de moto. 




Já no primeiro capítulo toda a trama é introduzida, apresentada pelos próprios protagonistas que conversam com os telespectadores e contam suas motivações e medos. A esquete de interação é semelhante ao utilizado em The Office, em que personagens "saem de cena" para falarem diretamente com a audiência.

A Garota da Moto engloba todos os gêneros da dramaturgia moderna. Joana, Bernarda e Nico estão no centro com o drama, aventura e suspense. Já os personagens de Motópolis, local onde a protagonista trabalha, agem como ponte do drama para o humor. E, por fim, a padaria em que o pai de Joana trabalha integra o núcleo cômico da série.




Com qualidade superior as novelas apresentadas pela emissora, A Garota da Moto tem ritmo próprio e é um achado na grade do SBT. Em tempos onde enlatados dominam o canal, é raro conteúdo de dramaturgia original ganhar espaço na emissora. O marketing em volta da série é digna de grandes produções globais, o que deve atrair o público para a série.

Indo contra clichês e locais comuns de filmagem para dramaturgias, o SBT acertou em cheio em incluir lugares icônicos de São Paulo: como a Sé e a Vila Madalena. Outras locações já foram usadas e ainda serão exibidas, como a Avenida Paulista e a Rua Augusta.



Contudo, o destaque da série é o roteiro. Colocando duas protagonistas mulheres, a trama empodera as personagens como  fortes e independentes, retratando com fidelidade as mulheres da vida real. As personagens possuem motivações próprias e arcam com as responsabilidades e desafios da vida, sem depender de personagens masculinos - como normalmente as tramas brasileiras fazem.

Ao fim do episódio, a emissora exibe prévia do próximo episódio que promete ser ainda mais impactante que o primeiro episódio. Com trama bem amarrada, personagens bem estruturados e elenco de peso, a série tem tudo para ser um sucesso.



Segundo fontes internas da emissora, comenta-se que se o acordo com a Fox tem expectativa de 14 pontos de audiência. Se atingir a meta - ou superá-la, a segunda temporada será preparada para março de 2017. Além disso, a mesma fonte garante que a Fox Life negocia os direitos da série para inclusão em um sistema de streaming de nome não divulgado. Fato este que não é de surpreender, uma vez que a versão brasileira de Carrossel integra o catálogo do Netflix.

O SBT disponibilizou o primeiro episódio completo no hotsite da série
Diego Piovesan escreve para o GeekBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.
Este texto não representa a opinião do GeekBlast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Facebook