Cinema

Crítica: No Fim do Túnel - um novo caminho para o recomeço

Longa de suspense mostra mais uma vez porque o cinema argentino está cada vez mais se destacando no mundo todo


O cinema argentino tem se mostrado cada vez mais promissor com belíssimas produções de destaque. Recentemente filmes como Medianeras e Relatos Selvagens vêm conquistando cada vez mais cinéfilos. Agora é a vez do filme No Fim Do Túnel (Al Final Del Tunel), longa escrito e dirigido por Rodrigo Grande (Cuestión de Principios), estrelado por Leonardo Sbaraglia (Relatos Selvagens), Pablo Echarri (El Encuentro de Guayaquil) e Clara Lago (Ocho Apellidos Catalanes).


Joaquín (Leonardo Sbaraglia) é um cadeirante que vive em uma casa que passou por tempos melhores, mas agora é um lugar sujo e escuro. Certo dia, Berta (Clara Lago), que trabalha como stripper, e sua filha Betty vão atrás de um anúncio feito por Joaquín e batem à porta da casa dele para alugar um quarto. A presença da Berta alegra a casa e dá ânimo à vida de Joaquín.
Durante uma noite de trabalho em seu porão, onde conserta computadores, Joaquín escuta um ruído quase imperceptível. Quando ele resolve investigar melhor o barulho, se dá conta que um grupo de ladrões, liderado por Galereto (Pablo Echarri) está construindo um túnel, Joaquín começa então à dedicar seu tempo para descobrir quais são os planos deste bando, mas a verdade pode ser ainda mais aterrorizante.

Se você leu a sinopse completa (que não foi colocada aqui por motivos de spoilers) que revela um plot twist logo na metade do filme, com certeza irá assistir ao filme com uma visão diferente estragando a surpresa e a experiência de descobrir o grande segredo. O filme tem um enredo meio cliché mas que funciona bem para a trama, algumas cenas conseguem deixar o espectador com um certo desconforto pelo que está se passando na tela, uma característica muito comum no cinema argentino. O terceiro ato consegue trazer um certo humor para a tela em meio a tensão que está acontecendo.
A atuação de Leonardo Sbaraglia mostra o típico modelo melodramático que realmente transmite a dor encarnada que faz você se sensibilizar com o que está acontecendo, o personagem transmite o sofrimento, a dor contida em seu passado que é revelado no decorrer do filme.
No Fim do Túnel é um filme que compensa o ingresso do cinema, e vale a pena conferir,o filme será distribuído pela Warner Bros. Pictures e tem estreia brasileira marcada para 6 de outubro.

Fabio Camilo é bacharel em Comunicação Social com especialização em Rádio, TV e Vídeo, roteirista, poeta, viciado/apaixonado por filmes, séries e quadrinhos, cansado de esperar pela carta de Hogwarts, agora treina para ser um sith ou uma chance de ser chamado para Hollywood.
Este texto não representa a opinião do GeekBlast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Facebook