Séries

Crítica: Minha Vida Não Faz Sentido

Especial de Felipe Neto para a Netflix esbanja bom humor


Caso ainda paire ao ar alguma dúvida sobre Felipe Neto interpretar um personagem no polêmico canal do Youtube, será esclarecida com o especial feito para a Netflix, que já está disponível e supera todas as expectativas.


Desde que ganhou destaque, Felipe Neto foi sinônimo de polêmicas. Falando mal de bandas coloridas como Restart e livros teens como Crepúsculo, o ator do Rio de Janeiro chamou a atenção e voltou os cliques do Youtube ao seu favor. Anos mais tarde, em pleno 2017, agora como produtor de conteúdo digital, Felipe ainda é líder absoluto em questões polêmicas e confrontos on-line, como os recentes embates com pastores homofóbicos e empresas que enganam os clientes.  A mesma essência pode ser encontrada no espetáculo da Netflix.

Há decepções, é claro. Os fãs do formato "não faz sentido" para o Youtube estranharão que Felipe deixa de lado as principais polêmicas e dá enfoque a vida pessoal. De forma bem humorada, o ator conta os altos e baixos da vida pessoal, sempre intercalando com o personagem que o elevou à fama: o jovem irritado de óculos escuro.


É uma surpresa. A qualidade do especial para a Netflix impressiona. Não há artifícios no palco, apenas Felipe em pé e dominando cada espaço que o palco lhe proporciona. O especial nada mais é que a gravação do último show da turnê realizada pelo ator através do Brasil em 2016, mas ainda assim emerge como uma superprodução que se banca sozinha, sem a necessidade de efeitos ou artimanhas clichês.

Como nem tudo é à prova de falhas, há um problema um tanto que irritante no especial: a variação do volume. Felipe, como é de se esperar quando comparado aos seus vídeos, grita em momentos inesperados. Contudo, o ator intercala em poucos minutos o tom suave, baixo e o tom máximo de sua voz. Ao telespectador, fica o inconveniente de às vezes acreditar que o som está alto demais e outras tantas que está baixo demais.

Alguns temas abordados no espetáculo já eram de se esperar. Youtube. Força de vontade. A história da IsFree (maior site da América Latina que disponibilizava séries para download, que era de criação de Felipe) e alguns pontos sociais. Todos eles já abordados nos diversos vídeos do canal de Felipe. Porém, ainda neste campo conhecido, o ator consegue brilhar e interagir com o público.

O ponto fraco do espetáculo, no entanto, se dá no momento "auto ajuda". O ator fixa, por muito tempo, na mesma tecla: aperte o botão do foda-se e seja feliz. Em alguns momentos parece que estamos em uma palestra de auto-ajuda, mas todo esse momento é redimido quando ele aborda outros temas como a importância da literatura e o repúdio a homofobia.

Confira o trailer:


O grande problema a ser enfrentado por Felipe Neto, agora, é conseguir converter a grande ressalva que muitos possuem dele. Os 'haters', como são chamados na internet, já iniciaram uma onde de boicote e críticas ao espetáculo - grande parte, infelizmente, sem nem ao menos assistir ao especial.

Porém, com boicote ou sem, tudo indica que presenciamos uma parceria duradoura iniciar: Felipe deve dar outros frutos à Netflix brasileira e, se manter o nível desta primeira, serão bem vindos.
Diego Piovesan escreve para o GeekBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.
Este texto não representa a opinião do GeekBlast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Facebook