Livros

Crítica: Música em suas tranças, Série Athelgard - Ana Lúcia Merege

Conto minimalista é uma adição interessante ao universo de Athelgard


Música em suas tranças é um conto em tons de romance, que faz parte do universo da trilogia de livros do mundo de Athelgard, composta por O Castelo das Águias, A Ilha dos Ossos e a A Fonte de Âmbar.

O conto é uma adição muito bem vinda a série, que expande o universo da trilogia original, dando mais profundidade a uma história que talvez não se encaixasse muito bem dentro dos livros, dado seu tom minimalista e extremamente pessoal.

Trilogia do universo Athelgard


Música em suas tranças conta a história de Anna e Kieran, que em O Castelo das Águias, mostra um amor a primeira vista, no entanto, fazia tempo que Kieran ansiava pela chegada da mulher dos seus sonhos. O conto revela aos leitores o momento em que ele ouviu falar dela pela primeira vez.


O conto é curto e vai direto ao ponto, é bem pessoal, focando a maior parte do tempo em Kieran e como ele a partir de uma carta e um desenho, idealiza uma mulher, fato que o perturba e o tira de seu dia-a-dia. A escrita é envolvente, levando o leitor a querer descobrir até onde a história vai.

Autora da série Athelgard, Ana Lúcia Merege
Música em suas tranças divide espaço com alguns outros contos do universo de Athelgard como, O elfo das terras além e o último dragão de Athelgard, é escrito por Ana Lúcia Merege, autora de toda série de livros. É uma boa pedida pra fãs de fantasia em geral, porém é melhor aproveitado após a leitura da trilogia original. O conto pode ser encontrado no formato ebook na Amazon.

Murilo Henrique Sanches escreve para o GeekBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.
Este texto não representa a opinião do GeekBlast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Facebook