Séries

Top 5: Os piores casais das séries

Será que eles se conheceram no Tinder?


A maioria das séries mais famosas conseguem um objetivo em comum: fazer uma reunião louca com os roteiristas com a responsabilidade de atender às seguintes questões: "quais são os personagens que, juntos, seriam um fracasso total, sem química e que os fãs odiariam?". E no fim da reunião, a pior sugestão é colocada na série. Por isso, para comemorar o dia dos namorados, listamos alguns dos piores casais que já tentaram, sem sucesso, emplacar nas telinhas.

Dexter


O serial killer mais amado de todos os tempos possuía um relacionamento ótimo com Rita, que aos poucos ganhou nossos corações e nos levou aos prantos com o fim trágico que teve. Contudo, nem a pseudo-carência e solidão de Dexter Morgan justificaram Hannah McKay. A única motivação do casal era o que tinham em comum: o passageiro das trevas. Mas o relacionamento não acrescentou em nada, pelo contrário, só potencializou a amargura das duas últimas temporadas do série.

Friends


Uma das melhores séries de comédia de todos os tempos não podia ficar de fora dessa lista de piores casais. O motivo? Joey e Rachel. É imperdoável. Até o mais ávido dos fãs que se nega a falar mal de qualquer coisa da série vai torcer o nariz para os pouquíssimos episódios que esse casal durou. Só perdoamos Friends por eles terem um dos melhores casais já feitos em toda a história da televisão norte-americana. Isso mesmo, Chandler e Mônica

How I Met Your Mother


Outra série de comédia consagrada não podia ser esquecida nessa lista. Ted está em busca de realizar o sonho desesperado de achar a alma gêmea e casar. Nesta busca várias mulheres passaram por ele, mas nenhuma outra foi tão bom e, logo em seguida, tão ruim quanto Robin. No início da série os dois tinham os momentos lindos e emocionantes, mas ali nas primeiras temporadas os motivos de não darem certo juntos já foram explicados. E, em seguida, os roteiristas provaram que Robin e Barney são infinitivamente superior a qualquer outra casal que Robin poderia fazer no restante da sua vida. Ou seja, não dá pra defender Robin e Ted novamente. Nos ainda fazemos vista grossa e fingimos que nada aconteceu por amor a outro casal maravilhoso que nos alegra: Lilly e Marshall

The Walking Dead


É incrível como um personagem insuportável, Rick, consegue se unir com uma personagem tão carismática e que ganhou espaço como uma das principais e mais forte do grupo, Michonne. Acontece que misturar algo muito ruim com algo muito ruim, não torna isso bom. Pelo contrário, um anula o outro. É o que vemos. São pouquíssimas as cenas que realmente sentimos que há algo entre eles - e esse algo não é nem sequer amor, mas sim algo próximo a cumplicidade que eles possuem há pelo menos 3 temporadas. Estamos torcendo para a Michonne instalar o Tinder e achar um zumbi bonitão para trocar o Rick. Go, Michonne! 

House


Todos nós sentimentos saudades do doutor mais amado da televisão, isso fica claro. Mas a série nos trouxe um dos casais mais insossos de toda a histórica: Eric Foreman e 13. Desde o início da trama, Foreman tem apenas um objetivo: ser chato. E ele cumpre com maestria em todas as temporadas. Já 13, que aparece no meio da série tem todo o potencial de uma grande personagem - e cumpre, em partes - mas falha miseravelmente na questão de relacionamentos. Quem sai perdendo são os fãs, pois Foreman tentando ser romântico não colou; e 13, que logo nas primeira aparições revelou ser bissexual, perdeu todo o potencial de representatividade e destaque em questões que não foram explorados na série. Uma pena. 

Sentiu falta de algum casal? Conta para a gente nos comentários!
Diego Piovesan escreve para o GeekBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.
Este texto não representa a opinião do GeekBlast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Facebook