Mangás

Conheça Inuyashiki, novo mangá do autor de Gantz lançado pela Panini

Inuyashiki é mais uma obra de ficção científica muito bem feita assinada por Hiroya Oku



Hiroya Oku se aclamou como mangaká com sua obra Gantz, um clássico e já canônico mangá de ficção científica com requintes de (muita) violência, que foi publicado entre 2007 e 2014 no Brasil. Depois desse hiato de três anos, outra obra de Oku chega às terras brasileiras, Inuyashiki, outro mangá de ficção científica.


Inuyashiki, que dá nome ao mangá, é um senhor de 58 anos (com aparência de 70 ou 80) muito infeliz com as injustiças do mundo e mais ainda por trabalhar num emprego que não gosta para sustentar sua família, que frequentemente o maltrata. Se já não tivesse tristezas suficientes, o protagonista descobre que tem um câncer em estado avançado que logo irá o matar. Esse poderia ser o fim da história, mas no mesmo dia o senhor resolve dar um passeio para pensar até que é atingido por uma nave espacial e morre. Ou quase morre. No dia seguinte, Inuyashiki acorda e descobre que se tornou um robô. Com esse novo corpo cheio de poderes, ele passa a usar suas novas habilidades para reparar as injustiças do mundo.


Mas é claro que, sendo um mangá do mestre Oku, a violência não poderia estar de fora. Junto com Inuyashiki, o adolescente Hiro Shishigami também é atingido pela nave espacial e transformado em robô. Shishigami, ao contrário de Inuyashiki, não tem nenhum respeito pela vida em sociedade e passa a matar desenfreadamente para explorar os poderes que seu novo corpo lhe deu.


Através dessa dualidade entre bem e mal, Oku leva o leitor a questionar vários aspectos negativos da vida em sociedade, como o bullying, as gangues de rua, a violência aos sem-teto, entre outros. Para fãs de Gantz, Inuyashiki tem muito da computação gráfica de Oku, que dá um toque de realismo aos robôs em aspecto 3D e a alguns fundos feitos a partir de imagens reais. Inclusive, já que mencionamos Gantz, Oku faz uma rápida propaganda a Gantz, tão na cara dura que chega a ser hilária.

Gantz fazendo uma participação especial no mangá

Inuyashiki está sendo lançado bimestralmente no Brasil pela Panini e atualmente está em seu segundo volume, lançado em julho. O trabalho da Panini em cima do mangá está particularmente bem feito, com capas com efeito foil e que fazem uso de uma espécie de chiaroscuro para denotar a dualidade entre Inuyashiki e Shishigami: nos volumes em que o senhor está na capa o fundo é claro, com referências diurnas, enquanto nos volumes em que o adolescente está na capa o fundo é escuro, com referências noturnas. No Japão, o mangá está em seu oitavo volume, e especula-se que termine por volta do décimo.


O efeito chiaroscuro que demonstra a dualidade entre bem e mal nas capas de Inuyashiki

Marcela Souto escreve para o GeekBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.
Este texto não representa a opinião do GeekBlast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Facebook