Nova heroína da Marvel é inspirada nas meninas nigerianas sequestradas pelo Boko Haram

Ngozi foi baseada no sequestro de mais de 200 meninas pelo grupo jihadista Boko Haram na cidade de Chibok



A nova heroína da Marvel foi inspirada nas meninas nigerianas sequestradas na cidade Chibok pelo grupo terrorista de jihadistas Boko Haram. A heroína Ngozi (cujo nome significa “benção” no idioma Igbo) será protagonista da história Blessing in Disguise, primeiro título da Marvel que se passa em um país africano não ficcional: a história é ambientada em Lagos, a capital financeira da Nigéria.


A história Blessing in Disguise faz parte do Venomverse, em que há o foco de contar histórias de versões do Venom em realidades alternativas de diferentes universos, sendo Ngozi uma dessas versões do Venom, que acaba virando a Pantera Negra. Ngozi é um ex corredora, fã de Bruce Lee e do Pantera Negra, que acaba confinada à cadeira de rodas e sente como se visse o mundo com uma certa distância, até que ela entra em contato com o Venom.


Segundo a autora Nnedi Okorafor, “Foi uma decisão importante basear Ngozi em uma das meninas de Chibok. Elas eram meninas normais que de repente precisaram lidar com uma enorme mudança em suas vidas... e a história delas de perseverança é muito poderosa”.

Marcela Souto escreve para o GeekBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.
Este texto não representa a opinião do GeekBlast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Facebook