Cinema

Rurouni Kenshin: novo live-action está à caminho

Após três excelentes adaptações em live action, os fãs do famoso andarilho podem comemorar, pois uma nova adaptação do mangá está sendo planejada


Fãs de live-action e Rurouni Kenshin (Samurai X) podem comemorar, pois um novo longa pode estar chegando para dar continuidade à série.


De forma breve, o jornal Daily Sports revelou nesta segunda-feira, em uma notícia sobre a atriz Emi Takei, que uma nova adaptação em live-action de Rurouni Kenshin, famoso mangá de Nobuhiro Watsuki, está sendo planejada.

O artigo original fala sobre o anuncio do casamento de Takei com Takahiro, membro da banda Exile, assim como sua gravidez constarem como quebra de contrato. Segundo o texto, a Oscar Promotion, agência da atriz, se desculpou sábado com seus clientes e está negociando as penalidades pela quebra de contrato.

Apesar da medida parecer extrema, no Japão não é raro que modelos femininas tenham contratos que estipulem restrições referentes a casamento, divórcio e gravidez.

Segundo o site, Emi possuía acordos com até dez companhias para comerciais, mas seu acordo com a SSP possivelmente será encerrado, fato que afeta seus demais acordos comerciais. A penalidade pelo não cumprimento do contrato talvez alcance 1 bilhão de ienes (aproximadamente, R$ 28 milhões e meio). Outro ponto destacado é em relação ao seu papel nos filmes de Rurouni Kenshin, onde a atriz interpreta a personagem Kaoru Kamiya, uma posição importante demais para ser removida.



A primeira adaptação em live-action de Rurouni Kenshin estreou em 2012 no Japão, recebendo duas sequências em agosto e setembro de 2014, respectivamente. Juntos, os filmes arrecadaram mais de $ 160 milhões.



Fontes e créditos:
Caio Gomes escreve para o GeekBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.
Este texto não representa a opinião do GeekBlast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Facebook