Cinema

LOGAN - James Mangold explica por que não gosta de cenas pós-creditos

Diretor expressa sua ideia após evento.


O diretor James Mangold, que dirigiu LOGAN esteve em uma entrevista no Writers Guild Association Beyond Words Panel onde expressou sua opinião sobre as cenas Pós-Créditos em filme.



"A ideia de fazer isto me envergonharia, porque isto faz parte da anestesia deste país ou do mundo. É só confirmação do que já sabemos, e ligações para vender mais produtos e vender o próximo filme enquanto você ainda está fazendo este, e isto é uma porcaria e eu acho muito vergonhoso. Tipo, a plateia está realmente pedindo por cenas pós-créditos quando as cenas foram desenvolvidas inicialmente por filmes que são péssimos, então eles colocam algo extra no fim porque o filme não consegue se erguer sozinho".

Logo depois o diretor, foi em sua rede social para poder, desenvolver melhor sua ideia, após gerar uma certa polêmica.

"Muitas pessoas comentaram sobre o meu discurso sobre cenas pós créditos. Alguns bons pontos foram levantados por pessoas que discordam. Meu problema vem da crença de que estas cenas são como glutamato monossódico ou crack. Claro que elas são gostosas. Elas são feitas para isso, como comerciais, porque te prendem para comprar o próximo filme. "

"E ao mesmo tempo, eu sinto que a onipresença da expectativa delas tira o valor da experiência cinematográfica porque o filme não mantém seu próprio final e prefere babar com uma série de vinhetas/comerciais do que eles vão te vender no filme seguinte. "

"Então não é a cena em si que eu desprezo tanto quanto eu temo pelos filmes, uma forma de arte que eu amo, que não são desenvolvidos porque não funcionam como uma forma de começo, meio e fim, e sim como uma série feita por uma máquina de dinheiro. "

"As cenas promovem um sentimento falso de realização de um universo, como se todos soubessem exatamente o que acontecerá na próxima saga, quando a verdade é que não é tanto isso, apesar do que a maioria fala para a imprensa sobre o que faz dinheiro no universo e o ciclo que eles criam. "

"Finalmente, o termo easter egg é um pouco infantil, pelo menos para mim, soa condescendente com uma plateia pensante e intelectual que pode ser tratada com mais repeito do que ser imaginada como um bando de crianças pulando de um lado para o outro tentando adivinhar as histórias por migalhas deixadas por corporações. "

"E mais uma coisa: O argumento dos executivos do que faz as pessoas assistirem créditos finais é só idiota. Se você precisa oferecer objetos brilhantes para fazer as pessoas assistirem os créditos e saberem o nome da equipe, você não está dando nenhum respeito à equipe. Só faz a platéia ficar esperando como cachorros esperam por osso".

O diretor já avia criticado as formulas de filmes de super-heróis em outra entrevista (Confira).


Contudo o filme e o diretor estão indicados ao Oscar por Melhor Roteiro Adaptado. sendo o primeiro filme de herói a conquistar tão feito.

O que você acha sobre a ideia do diretor?

                                                                                                                                         Fonte:Omelete

Murilo Barroso escreve para o GeekBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.
Este texto não representa a opinião do GeekBlast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Facebook