Cinema

Roteirista original de Artista do Desastre processa James Franco

Ryan Moody afirma que Franco o enganou a vender o roteiro por apenas US$5 mil



Ironicamente, o roteiro de Artista do Desastre, um dos indicados ao Oscar de Melhor Roteiro, virou assunto nos tribunais. De acordo com o site Variety, o roteirista original do filme, Ryan Moody, está processando James Franco, alegando que o diretor o enganou para vender o roteiro por apenas U$5 mil. 


Então, de novembro de 2013 até março de 2014 Moody trabalhou neste projeto e chegou a entregar cinco roteiros para a companhia de Franco, a Rabbit Bandini Productions, e para a companhia de Seth Rogens, a Point Grey Pictures, que dirigiu o filme. Um mês depois, em abril de 2014, Moody afirma que a Point Grey queria substitui-lo por roteiristas mais estabilizados. Moody quis manter o crédito pelo roteiro, mas Franco o disse que ele seria reconhecido como um produtor associado e o encorajou a trabalhar em On The Bus, o projeto pessoal de Moody.

O processo alega que Franco não pretendia produzir On The Bus, contudo, Moody conta que seu projeto pessoal teria um orçamento semelhante ao de Artista do Desastre, algo entre US$5-10 milhões. Ele também conta que, se quisesse trabalhar novamente com Rogen e Franco, Moody deveria vender o roteiro.

Dois anos depois de vender e ceder os direitos do roteiro de Artista do Desastre, Moody descobriu que o orçamento para seu filme seria de somente US$50 mil. Ainda, o processo também ressalta que Moody não recebeu crédito como produtor associado e que cenas inteiras criadas por ele apareceram na versão final do filme.

Os advogados de Moody pedem que desfaçam o acordo de venda do roteiro e que seja cumprido o contrato não assinado, segundo o qual ele receberia o valor mínimo definido pelo Sindicato dos Roteiristas. Além disso, Moody ainda quer que Franco arque com os custos dos advogados.

Marcela Souto escreve para o GeekBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.
Este texto não representa a opinião do GeekBlast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Facebook