Cinema

Crítica: Os Incríveis 2 traz o lado mais incrível das mulheres

sequência chega aos cinemas após 14 anos e acerta e aposta em temas atuais.


A criança de todos nós retorna com a continuação da super família mais querida dos cinemas (ouviu Quarteto Fantastico?). Parece já ter virado um hábito da Disney/Pixar fazer suas continuações muitos anos depois (Toy Story 3 e Procurando Dory são bons exemplos). mas se a espera é demasiada, ao menos as sequencias tem histórias recompensadoras.


Tendo um local especial no coração desta que lhes escreve, por ter sido o ultimo filme que vi com meus primos, a sequencia era esperada ansiosamente. Quem não estava louco para ver o bebê Zezé usando mais os seus poderes?


A sequencia começa exatamente de onde termina o primeiro. A população ficou muito agradecida com a derrota do Síndrome (Vilão do primeiro filme), o mesmo não acontece quando enfrentam o Escavador e a legalização que estava tão próxima se afasta de novo devido aos políticos. Roberto, Helena e Lucius são então contatados por um casal de irmãos que desejam melhorar a imagem dos heróis diante do público.

A escolhida para a missão é a Mulher-Elástica e, sem medo de tocar no assunto, o filme fala sobre feminismo, empoderamento e sororidade. Enquanto Helena trabalha, Roberto tem que ficar em casa cuidando das crianças e com isso percebe o quanto o trabalho doméstico de sua esposa é difícil.

Assim como no primeiro filme, a participação de Edna Moda, personagem favorita de muita gente, é uma das melhores cenas e juntá-la com o bebê foi inesperado, mas muito bem-feita e divertida.


Como em todas as animações recentes da Pixar há piadas bem regionais e a dublagem com famosos não chega a incomodar. Otaviano Costa pode não ser um Selton Melo em A Nova Onda do Imperador, mas esta não é a sua primeira dublagem e o personagem combinou com ele. A Flavia Alessandra também está bem fazendo a voz da irmã do milionário, dublado por Otaviano, que contrata Helena Pera, mas é bem nítido que ela faz a própria voz, que é bem característica (principalmente de você que vê novela). A participação do Evaristo Costa é divertida e lembra o Ricardo Boechat em Zootopia. A unica dublagem que foge um pouco é a do Raul Gil, mas é tão rápida a fala que chega a gerar um momento cômico.

O filme retoma discussões atuais de direito das mulheres e as questões de aceitação de quem se é e foca bem na relação pais e filhos de uma forma muito divertida, sempre com bom humor com ótimas cenas de lutas e poderes, com o perdão do trocadilho, incríveis.

Curiosidade


Apesar das cenas do vilão, O Hipnotizador, terem necessitado de avisos sobre riscos de ataques epiléticos, aqui no Brasil nenhum pedido ou aviso do tipo foi feito pelos cinemas. Como muitos usuarios do Twitter relataram casos sobre ataques epiléticos e convulsões ápos sessões americanas, é bom avisar que o efeito piscante das cenas pode ser nocivo para quem tem essas doenças.

Ficha Técnica


Nome no Brasil: Os Incríveis 2
Nome original: The Incredibles 2
País: EUA
Gênero: Animação, Aventura, Comédia, Ação
Data de estréia: 28 de Junho de 2018
Classificação: LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Direção: Brad Bird
Elenco: Holly Hunter, Craig T. Nelson, Sarah Vowell, Huck Milner, Samuel L. Jackson, Brad Bird, John Ratzenberger, Bob Odenkirk, Catherine Keener
Lais Tigre escreve para o GeekBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.
Este texto não representa a opinião do GeekBlast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Facebook