Cinema

Crítica: Making Fun – A História do Funko

Making Fun - The History of Funko filme que conta a história do Funko Pop, e como esse boneco se transformou em item de colecionador e ícone da cultura pop










Você espera ansiosamente pelo feriado e o que acontece? Jack Frost resolve fazer uma visitinha. Com a queda da temperatura a minha vontade de fazer alguma coisa simplesmente congelou. Então o jeito foi aproveitar para descansar mergulhando nas maratonas do Netflix. Daí que o meu serviço de streaming favorito sobe um filme sobre o nascimento do boneco FunkoMaking Fun - The History of Funko. Bora lá que tem coisa divertida por ai, foi o que pensei.


Funkos são bonecos cabeçudos inspirados em ícones da cultura pop. Para contar a história de sucesso desses bonequinhos foi produzido o filme Making Fun - The History of Funko.

A empresa surgiu no final dos anos 1990 quando 3 amigos resolveram criar um negócio divertido. Assim desenvolveram um boneco que chamaram de Bubblehead, esse foi o primeiro nome recebido pelo Funko Pop que conhecemos hoje. O nome faz referência a cabeça da miniatura. O designer do primeiro Bubblehead foi inspirado nos cartazes de publicidade dos anos 1950. Uma das paixões do seu criador.


Um fato interessante sobre a Funko company foi a saída de seu fundador. A pessoa tem que ter muita coragem para vender a empresa antes de atrapalhar o próprio negócio. Quando deixou de ser divertido seu idealizador se retirou. Quantas pessoas têm a coragem de abandonar o palco no auge do espetáculo. Bem ele fez isso antes de esquecer as falas. Uma atitude que me representou.

Já a pessoa que comprou a empresa fez toda a diferença, levando o negócio para o alto e além. Até que se tornasse o que conhecemos hoje.

Adoro descobrir a origem e o processo criativo de coisas que considero interessante, afinal não podemos negar a importância do Funko para a cultura pop moderna. Apesar do filme ser interessante têm alguns probleminhas de execução.


A biografia começa bem mostrando como esses amigos se conheceram e decidiram criar um negócio divertido. Entretanto, depois de 30 minutos começam os depoimentos de colecionadores de Funko e o filme se torna cansativo. São tantos depoimentos que o propósito se perde. Era para contar a história do nascimento do Funko ou mostrar coleções gigantescas do boneco? Foi ai que quase dormi no meio da narrativa.

Achei a duração do filme muito longa e desnecessária, em 40 minutos eles contariam toda a história de maneira ágil e alegre como o conceito do Funko. Por isso vou fazer o Ru Paul e dar somente 3 Tic Tacs para esse filme. Ou seria um documentário?

Karina E. da Costa escreve para o GeekBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.
Este texto não representa a opinião do GeekBlast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Facebook