Cinema

Critica: Visões do Passado - referências e bom elenco não salvam um roteiro fraco

Em meio aos filmes de terror sendo lançados recentemente, pouco daquele frio na espinha tem sido visto, tem se apelado muito para o sobre... (por Ramon Gorge em 16/03/2016, via GeekBlast)


Em meio aos filmes de terror sendo lançados recentemente, pouco daquele frio na espinha tem sido visto, tem se apelado muito para o sobrenatural ao invés de procurarem mexer com o nosso psicológico. Está difícil encontrar aquele filme que nos faz cobrir os pés na hora de dormir. E Visões do Passado não irá contribuir para que isso mude, infelizmente.

O filme possuí uma boa premissa, embora não tenha nada de inovadora. O psicólogo Peter Bower (Adrien Brody - Ganhador do Oscar de melhor ator por "O Pianista" de 2003) e sua esposa Carol Bower (Jenni Baird) voltam para Melbourne na Austrália, após um acidente trágico onde eles perderam sua filha. Lá Peter recebe a ajuda do Dr. Duncan para se restabelecer. Duncan faz triagem de alguns pacientes e os encaminham para consultório de Peter. Entre um paciente e outro, Bower recebe a visita de uma estranha garota chamada Elizabeth Valentine (Chloe Bayliss). A partir dai, as reviravoltas da trama começam a se desenrolar, e o filme começa a ficar fraco. Todas as cenas que se seguem após a chegada de Elizabeth, são previsíveis o que torna o filme um pouco entediante.

A tensão que o filme necessita são bem apoiadas pela fotografia utilizada e a trilha sonora. Proposital ou não, o filme tem uma forte presença de "O Sexto Sentido", "O Grito" e  "O Chamado" que deixa uma sensação de que eles apelaram um pouco. Adrien Brody faz bem o papel que lhe foi proposto, mas o pequeno elenco só contribuiu para deixar o filme mais óbvio possível.

Por fim, o filme deixa uma dúvida: Quem paga o salário de Peter Bower? No mais confira o trailer do filme.


Ramon Gorge escreve para o GeekBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.
Este texto não representa a opinião do GeekBlast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Facebook