Cinema

Crítica: Alice - Através do Espelho e a corrida contra o tempo

Continuação do filme de Tim Burton chega com uma nova aventura para Alice

Alice - Através do Espelho  do diretor James Bobin (Os Muppets - 2011), é uma continuação de Alice - no país das maravilhas (2010) de Tim Burton.




Como protagonistas e reprisando os papéis anteriores estão a australiana Mia Wasikowska (Alice) e Johnny Depp (Chapeleiro Maluco). O elenco de peso ainda conta com Anne Hathaway  (Rainha Branca), Helena Bonhan Carter (Rainha Vermelha), e a novidade vem com Sacha Baron Cohen (Tempo).
O filme se inicia com a volta de Alice para Londres após anos de viagem em alto-mar, no navio herdado do seu pai. Durante uma festa na casa de Hamish (Leo Bill), seu antigo pretendente, Alice se envolve em um episódio, onde se ver obrigada a "entrar" no espelho, e mais uma vez se depara com o País das Maravilhas.
Após rever seus amigos, nossa protagonista descobre sobre a debilidade da saúde mental do Chapeleiro (que tem a alcunha de "maluco"), seu melhor amigo. A partir daí, Alice se envolve em uma nova aventura, literalmente, trabalhando contra o Tempo para voltar ao passado, e mudar o episódio da vida do Chapeleiro, que o está afetando no presente.

Alice de volta ao passado (Cena do filme)
Bobin, foi feliz na sequência de um dos grandes clássicos da Disney, principalmente por dois fatores, assumir o lugar de Burton, ou seja, continuar com o seu legado, com a releitura pessoal que ele fez dos personagens, e por trabalhar com o título do livro, mas sem usar a história do mesmo.
O filme de 2010, já foi uma mistura dos dois livros de Lewis Carroll. Por exemplo, a Rainha Branca só aparece no livro "Através do espelho", e galera, ela não é linda e gostosa igual a Anne Hathaway, ela é bemmmmmmm velhinha, tipo a vovó do Piu-Piu.

Rainha Branca  (Ilustração do livro)

Eu acabei de ler os dois livros de Carroll, e posso citar as três vezes que o livro "Alice - Através do espelho" foi usado no filme.
1. O momento em que a Alice entra no espelho, a cenografia da sala e a forma como ela ultrapassa o espelho, é muito fiel a descrição do livro;
Alice atravessando o espelho ( Ilustração do livro)
2. O "duelo" entre Tweedledee e Tweeddledum;
Duelo (Ilustração livro)

Duelo (Cena do filme)

3. E a rápida aparição do personagem Humpty Dumpty. Obs: no livro ele tem um capítulo inteiro. 
 Alice é um filme gostoso de assistir, é engraçado, cheio de fantasias, sua fotografia permite fugir da classificação de filme infantil, mas não é um filme adulto, ou seja, película perfeita para ver com a família inteira.

Boas Lonjuras!!!!
Polly Wannele é nordestina, arquiteta, viajante, cinéfila, leitora e viúva de Han Solo. É uma Jedi, mas todos falam que é uma Sith por ter gênio do capiroto.
Este texto não representa a opinião do GeekBlast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Facebook