Cinema

Crítica: Invocação do Mal 2 e a volta de bons filmes de terror

Sequência do sucesso de 2013 retorna em história mais aterrorizante


A continuação de Invocação do Mal (2013) chega aos cinemas brasileiros com mais um caso  aterrorizante do casal Ed e Lorraine Warren. James Wan (Velozes e furiosos 7) novamente no comando do filme que promete ser tão assustador quanto o primeiro.

Reprisando seus papéis, a atriz indicada ao Oscar Vera Farmiga (Amor Sem Escalas, Bates Motel) e Patrick Wilson (Watchmen), protagonizam Lorraine e Ed Warren, que em uma de suas investigações sobrenaturais mais aterrorizantes, viajam até o norte de Londres para ajudar uma mãe solteira com quatro filhos em uma casa assombrada por espíritos malignos.
Lorraine Warren em uma de suas visões

O filme dá sequência ao fenômeno mundial Invocação do Mal que registrou a maior bilheteria de fim de semana de lançamento em um filme de terror com roteiro original. O longa arrecadou 319 milhões de dólares no mundo inteiro e ainda é o segundo filme de terror com roteiro original de maior bilheteria de todos os tempos, atrás somente de O Exorcista.

Filme de terror bom hoje em dia é difícil, por isso que Invocação do Mal chegou para mudar este conceito, tanto o primeiro filme quanto o segundo possuem a fórmula para prender o espectador de uma forma que a experiência seja a mais aterrorizante possível.
Com um roteiro bem estruturado, uma narrativa fluida e uma trilha sonora de arrepiar a alma, Invocação do Mal com certeza é um filme de terror que vale a pena o ingresso do cinema. É um filme de terror como há muito tempo não se via.

Fabio Camilo é bacharel em Comunicação Social com especialização em Rádio, TV e Vídeo, roteirista, poeta, viciado/apaixonado por filmes, séries e quadrinhos, cansado de esperar pela carta de Hogwarts, agora treina para ser um sith ou uma chance de ser chamado para Hollywood.
Este texto não representa a opinião do GeekBlast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Facebook