AnimesMangás

Autora de Ranma ½ e InuYasha completa 59 anos

A famosa mangaká completa hoje 59 anos de idade e mostra que não está pronta para se aposentar. Conheça um pouco de sua história e suas obras principais.


Entre os anos 1980 e 2000 tivemos diversos animes memoráveis, como Dragon Ball, Saint Seiya, Sailor Moon, Ranma ½ e InuYasha, sendo os dois últimos criados pela aniversariante do dia: Rumiko Takahashi.

Origem

Natural de Niigata, Japão, Rumiko nasceu no dia 10 de outubro de 1957 e desde a infância demonstrou interesse em mangás, porém sem considerar transformar isso em trabalho, apenas rabiscando seu caderno com eventuais desenhos. 

Durante seus anos de ensino superior, Takahashi se inscreveu na Gekiga Sonjuku, uma escola de mangá conhecida pela exigência de seu fundador, Kazuo Koike. Enquanto frequentava a escola ela trabalhou como assistente de Kazuo Umezu (autor de Orochi), porém com o passar do tempo, a popularidade da autora cresceria de forma a rivalizar com seu instrutor, Koike.
Rumiko, no começo de sua carreira

O treinamento

Durante dois anos, Takahashi treinou sobre a tutela de Kazuo, que sempre ressaltava a importância de personagens interessantes nas histórias. O resultado disso são personagens singulares, como o pervertido Ataru (Urusei Yatsura) e Angela (One Pound Gospel), a freira de inocência conflitante. Além de quebrar estereótipos com suas criações, a autora sempre busca representar as mulheres como figuras fortes, que igualam com as masculinas, tanto em poder quanto em inteligência, quebrando o padrão da mulher japonesa.

Em 1976 Rumiko começou a colocar em prática seu treinamento, publicando pequenos mangás como parte do clube de mangá da Universidade Japonesa de Mulheres. Os títulos publicados incluem Bye-Bye Road e Star of Futile Dust. Apesar de suas habilidades, Rumiko se viu entre se tornar parte da força de trabalho ou continuar publicando seus títulos, na esperança de ter seu trabalho notado. Mesmo com a pressão dos pais, ela optou pela segunda opção, para realizar seu sonho de se tornar uma mangaká.

Os resultados

Após alguns anos, seus esforços deram resultado e suas histórias atraíram a atenção da editora Shogakukan, que a convidou para publicar uma história na Shonen Sunday. Mal sabia que essa revista se tornaria sua futura casa...
A primeira grande obra de Rumiko foi Urusei Yatsura, que conta a história de Ataru, um jovem pervertido que acaba salvando o mundo de aliens, porém erroneamente pede a princesa da raça extraterrestre em casamento. Apesar de um começo difícil a jovem mangaká logo encontrou seu ritmo, iniciou seu segundo grande título (Maison Ikkoku) e completou ambos em 1987.
Urusei Yatsura - o início de uma carreira promissora
Maison Ikkoku - provando que Rumiko é uma autora versátil

Os dois alicerces

Seguindo a febre de histórias com artes marciais, Rumiko criou Ranma ½, sua terceira maior obra, que além da famosa comédia, trouxe também características que inspirariam diversos outros personagens. Importante destacar que mesmo trabalhando em títulos longos, a autora também encontrava tempo para escrever histórias menores, de outros gêneros.
Ranma ½ - Aventura, humor e muitas artes(?) marciais
Na segunda metade dos anos 1990, Takahashi deu início ao seu quarto grande título: InuYasha. A história seguia as aventuras de Kagome Higurashi, uma garota que viaja para um Japão feudal repleto de Youkais e deve recuperar os fragmentos de uma joia que concede poderes inimagináveis.No Brasil, InuYasha e Ranma ½ tiveram seus volumes lançados pela JBC e suas transmissões principais através do canal pago Cartoon Network.
Inuyasha - um verdadeiro sucesso

O trabalho continua

Após o fim de InuYasha, a autora iniciou seu quinto grande título: Kyoukai no Rinne, que conta as aventuras de Mamiya Sakura, uma humana que vê espíritos e Rokudo Rinne, um humano que trabalha purificando espíritos. Atualmente além do mangá a autora coordena também a versão animada do título.
Kyoukai no Rinne - Diversão e a prova que Rumiko ainda está na ativa

Curiosidades

  • Rumiko ganhou duas vezes o prêmio Shogakukan de Mangá: em 1980 com Urusei Yatsura e em 2002 com InuYasha.
  • A autora é considerada uma das mangakás mais ricas do Japão.
  • É uma das artistas que mais vendeu mangás, ultrapassando a marca de 170 milhões de cópias
  • Por causa da fama, muitos creem que Ranma foi o primeiro personagem de mangá a trocar de sexo, o que não é verdade. O primeiro personagem foi a Princesa Safira, de A Princesa e o Cavaleiro (Osamu Tezuka).
  • Shampoo (Ranma ½) serviu de inspiração para duas personagens secundárias de Slayers NEXT.
  • Ryoga (Ranma ½) serviu de inspiração para diversos personagens, como Sanosuke Sagara (Rurouni Kenshin), Roronoa Zoro (One Piece) e Zaraki Kenpachi (Bleach). Todos possuem super força e resistência e péssimo senso de direção.
  • Desde Ranma ½, tornou-se frequente personagens das obras da autora usarem a "pose de promessa" (oyakusoku pozu, no original) ao levarem uma pancada ou ficarem surpresos. O gesto é feito deixando indicador, dedão e mindinho levantados.
  • Coincidentemente (ou não) é possível escrever o nome "Rumiko"  com as iniciais de alguns de seus títulos: Ranma ½, Urusei Yatura, Maison Ikkoku, Inuyasha, Kyoukai no Rinne, One Pound Gospel.

Fontes e créditos
Caio Gomes escreve para o GeekBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.
Este texto não representa a opinião do GeekBlast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Facebook