Livros

Crítica: O Triste Fim do Pequeno Menino Ostra e Outras Histórias!

A essência de Tim Burton em formato de poemas!


No início do ano de 2016, tivemos a exposição O Mundo de Tim Burton no MIS (Museu da Imagem do Som) em São Paulo, e dentre muitas coisas à disposição do público, a Editora Girafinha trouxe o livro O Triste Fim do Pequeno Menino Ostra e Outras Histórias (The Melancholy Death of Oyster Boy & Other Stories), originalmente lançado em 1997, do renomado diretor de cinema.

Todos os filmes de Tim Burton (O Estranho Mundo de Jack, Edward - Mãos de Tesoura) tem algumas características bem marcantes, como o expressionismo alemão, o tom sombrio e os personagens diferentes, em O Triste Fim do Pequeno Menino Ostra não é diferente.
Menino Ostra
O livro é um apanhado de poemas rimados, que trazem personagens, na maioria infantis, bem peculiares, que são diferentes em algum aspecto físico, inseguros, rejeitados pela sociedade, e até por eles próprios.

A maioria dos poemas tem um fim trágico, e junto com as ilustrações, desenhadas a punho pelo próprio Burton, evidenciam o toque sombrio e bizarro do livro, e apesar disso tudo, você acaba rindo de tão surreal que são as histórias.

O Triste Fim do Pequeno Menino Ostra e Outras Histórias, captam de forma concentrada todo o imaginário de Burton, de uma forma que talvez nos filmes não seja tão intenso, por envolverem outras pessoas.

Conheça Francisco - O Pequeno Menino Ostra, Menino Mancha, Garota Vodu, Breno - O Menino Veneno, Melão Melancólico, Menino Brie, entre outros.


Polly Wannele é nordestina, arquiteta, viajante, cinéfila, leitora e viúva de Han Solo. É uma Jedi, mas todos falam que é uma Sith por ter gênio do capiroto.
Este texto não representa a opinião do GeekBlast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Facebook