Cinema

Crítica: Capitão Fantástico - um mundo utópico

Quem nunca sonhou com um mundo ideal? Conheça um em Capitão Fantástico!


Nós do GeekBlast fomos convidados para assistir Capitão fantástico, um filme de baixa produção, distribuído pela Universal, que tem como diretor Matt Ross (ator de Silicon Valley), e como protagonista Viggo Mortensen (O Senhor dos Anéis).


Ben (Viggo) e sua esposa Leslei (Trin Miller), decidem criar seus seis filhos longe da sociedade no meio da floresta do Pacífico. Bo (George MacKay), Kielyr, (Samantha Isler), Vespyr (Annalise Basso), Rellian (Nicholas Hamilton), Zaja (Shree Crooks) e Nai (Charlie Shotwell) são criados com alimentos que eles mesmos caçam e plantam, praticam exercícios radicais, estudam na própria biblioteca, enfim, bem longe da vida moderna e agitada da cidade. Um acontecimento faz com que a família tenha que se deslocar rumo ao Novo México, e juntos vão enfrentar o preconceito e literalmente explorar um mundo desconhecido, com TV, Fast Food, Vídeo-Game... de uma forma muito hilária por sinal.



Capitão Fantástico é uma crítica escancarada a sociedade moderna, principalmente a norte americana, e ao Capitalismo, onde crianças só querem jogar vídeo-game, e não possuem o hábito de ler, uma população obesa seduzida por fast-food, o tabu de falar de sexualidade em certa idade, a dependência da tecnologia e do consumismo desenfreado.

A fotografia é apaixonante e a trilha sonora deliciosa, um filme digno de Oscar, que emociona com seu roteiro, e surpreende pelas atuações.

Capitão Fantástico, é um ótimo filme, e mesmo que não fosse, por uma cena de 3 minutos aproximadamente no final (vocês saberão qual é), já vale o preço do ingresso, da pipoca...

Não percam essa grande obra, uma mistura de drama com doses de humor, que te marcará de uma forma, que fará você rever certos aspectos da sua vida.



Polly Wannele é nordestina, arquiteta, viajante, cinéfila, leitora e viúva de Han Solo. É uma Jedi, mas todos falam que é uma Sith por ter gênio do capiroto.
Este texto não representa a opinião do GeekBlast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Facebook