Cinema

Crítica: La La Land - Cantando Estações é um clássico moderno

Romance Musical promete ser a grande revelação do Oscar 2017


La La Land - Cantando Estações, um dos mais premiados no Globo de Ouro chegou aos cinemas. O filme escrito e dirigido por Damien Chazelle (Whiplash - Em Busca da Perfeição), traz um musical alegre e cheio de ritmo para os amantes do gênero.


Em Los Angeles, Sebastian (Ryan Gosling) é um pianista de jazz cheio de marra e vaidoso que acaba se apaixonando por uma atriz aspirante, a sonhadora Mia (Emma Stone). Mas esse amor passa por várias provações, já que começam a se dedicar mais e mais ao trabalho à medida em que vão se tornando bem-sucedidos.

A história é meio cliché, o rapaz conhece a moça, eles se apaixonam, vivem um romance, surgem complicações no relacionamento. A diferença é o terceiro ato do filme, o final surpreende de modo que vale a pena assistir. O filme literalmente canta as estações, ele começa no inverno e acaba no inverno, como os personagens se desenvolvem com o passar das estações, e sempre acompanhados de um bom jazz.

Damien Chazelle, não é um diretor muito conhecido mas, é o segundo filme que consegue ter grande destaque e receber várias indicações à premiações, incluindo indicação ao Oscar 2015 de melhor filme para Whiplash, filme que também fala sobre jazz, músicos e a tentativa de ganhar destaque.

Em La La Land, o casal protagonista funciona muito bem, ele é um músico que sonha em abrir o seu clube de jazz e ela é uma aspirante a atriz que vive em busca de um papel de destaque. Ryan Gosling, interpreta muito bem o papel, inclusive é o próprio Ryan quem toca o piano no filme. Emma Stone está radiante, sua personagem é bem carismática e ela mostra a típica luta por uma audição e uma oportunidade para ser atriz. A química entre eles é um dos pontos positivos, destaque para uma cena de sapateado entre os dois, com um cenário que lembra, na fotografia, o clássico Cantando na Chuva. O final do filme traz uma quebra na narrativa que leva o espectador ao famoso "awnnn", o plot funciona de maneira magnífica, quem gostou de Whiplash com certeza se encantará com La La Land.

La La Land é um filme clássico com uma roupagem atual, é como assistir a um filme dos anos 50/60 mas totalmente adaptado aos dias atuais. É um filme que com certeza merece o Oscar, seja de trilha sonora, figurino, melhor filme, diversas vertentes. Totalmente recomendado de ir ao cinema, é satisfação garantida.

Ficha Técnica

Nome: La La Land - Cantando Estações
Nome Original: La La Land
Origem: Estados Unidos
Ano de produção: 2016
Lançamento: 19 de Janeiro de 2017
Gênero: Comédia, Drama, Musical, Romance
Classificação: Livre
Direção: Damien Chazelle
Elenco:  Emma Stone, Ryan Gosling, J.K. Simmons, Rosemarie DeWitt


Fabio Camilo é bacharel em Comunicação Social com especialização em Rádio, TV e Vídeo, roteirista, poeta, viciado/apaixonado por filmes, séries e quadrinhos, cansado de esperar pela carta de Hogwarts, agora treina para ser um sith ou uma chance de ser chamado para Hollywood.
Este texto não representa a opinião do GeekBlast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Facebook