Cinema

Diretor James Gunn é demitido pela Disney por causa de tweets antigos

Diretor de Guardiões da Galáxia foi demitido da Walt Disney Company por conta de tweets antigos.


Após alguns usuários do Twitter terem trazido à tona tweets antigos de James Gunn onde ele satirizava assuntos como pedofilia e estupro, a Disney decidiu demiti-lo do comando de Guardiões da Galáxia vol. 3.


Em nota oficial, Alan Horn, presidente da Walt Disney Company, afirmou que as declarações antigas de Gunn não tem defesa e são incompatíveis com os valores da empresa, por isso todas as relações com ele teriam que ser cortadas.

Após a demissão, Gunn compartilhou em suas redes sociais alguns tweets onde afirma que entende o motivo de sua demissão, porém que hoje é um homem muito diferente daquele que havia escrito tais coisas e que eram "tentativas totalmente fracassadas e infelizes de serem provocativas".

Dave Bautista, intérprete de Drax, foi o primeiro da saga a se manifestar. Ele afirmou que todos cometemos erros e que não estava bem com o que estava acontecendo com Gunn.


Os Guardiões da Galáxia vol. 3 está previsto para estreiar em 2020 e já estava com o roteiro definido antes da demissão do diretor, o que deixa os fãs apreensivos sobre o rumo da história do Senhor das Estrelas a partir de agora.

Carla Mari escreve para o GeekBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.
Este texto não representa a opinião do GeekBlast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Facebook