Séries

Prata da Casa: nova série da FOX fala sobre a família disfuncional moderna

Uma família completamente normal #sóquenão



Nessa quarta-feira, dia 10, a FOX estreará Prata da Casa, uma série que gira em torno dos conflitos de uma família disfuncional moderna e as desventuras do protagonista que terá que redescobrir sua solteirice aos 35 anos, morando com pais em São Paulo. 


A série terá 14 episódios e é protagonizada por Sérgio Henrique (Rodrigo Pandolfo), um medalhista olímpico desempregado que volta a morar com os pais após descobrir a traição da esposa. A mudança repentina muda toda a rotina dos pais, Maurício (Diogo Vilela) e Hercília (Françoise Forton), que adiam a separação em consequência da surpresa. A reviravolta na vida de Sérgio Henrique afeta até mesmo a vida dos amantes dos pais, Viviane (Flávia Garrafa), amante de Maurício, e Isidoro (Pedro Paulo Rangel), amante de Hercília, que passam a esperar para assumirem os casos. A família fica completa com os outros filhos, Tatiana (Elisa Voltapo), que sempre está com ciúmes do marido piloto, e Caio (Wagner Santisteban), que mora em outro país e se comunica com a família através de hologramas saídos de um protótipo feito pela gigante da tecnologia para qual ele trabalha. Para ajudar Sérgio Henrique nessa nova vida, há seu amigo de infância Dico (Vitor Sarro) e a psicanalista, Priscila (Marina Palha), indicada por sua mãe.

Prata da Casa conta com a direção de André Pellenz, diretor de Minha Mãe é Uma Peça, e estreia nessa quarta-feira, na FOX, às 21h30. Os dois primeiros episódios estarão disponíveis gratuitamente para não assinantes no aplicativo da FOX.
Marcela Souto escreve para o GeekBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.
Este texto não representa a opinião do GeekBlast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Facebook