Cinema

Crítica: Mazinger Z Infinity e o show de efeitos visuais

O filme é uma comemoração de 50 anos de trabalho de Go Nagai

Escrito e ilustrado por Go Nagai (Kioyshi Nagai), o mangá Mazinger Z foi lançado no Japão em 1972. No mesmo ano, a Toei Animation adaptou a história para um anime exibido até 1974.


O mangá (e o anime) é pioneiro ao colocar um robô gigante sendo pilotado por um humano de dentro de um cockpit. Posteriormente, Kioyshi Nagai será inspiração para muitas outras histórias que utilizarão esse conceito que é chamado de mecha.

De dentro do monte Fuji, o agora veterano herói de guerra, Kouji Kabuto, é o chefe dos cientistas que, em meio as escavações da montanha, descobrem um robô gigantesco. A capacidade desta máquina, ainda desconhecida, atrai a atenção do Dr. Hell que, mesmo depois de derrotado (todos pensavam que estava morto), retorna com seu exercito para conquistar este poder inimaginável. Embora tenha deixado os campos de batalha, Kouji Kabuto, com ajuda de seus amigos, retorna ao Mazinger Z para deter os planos do perigoso Dr. Hell.


A introdução é simples: um vilão que quer roubar algo em posse do herói e usar para algo maligno. Mesmo assim, é preciso prestar atenção nos conceitos apresentados, uma distração pode comprometer o entendimento da história, principalmente sobre uma personagem central da narrativa.

Para quem conhece e acompanha Mazinger Z, o filme mostra o destino dos personagens depois dos acontecimentos do anime principal. Para quem não conhece, facilmente pode se conectar com a trama. Este é um desses casos em que o longa pode ser assistido por qualquer um (desde que goste de mecha).

Os cenários são de tirar o fôlego. A sensibilidade na construção de universos é uma característica central em grande parte das produções japonesas. Os robôs porem são 3D, uma técnica que mistura elementos da animação clássica (aqui empregados, em grande parte, nos cenários e nos personagens) com figuras tridimensionais. A solução é questionável e pode contaminar avaliações de pessoas que preferem o 2D.

Contudo, Mazinger Z: Infinity é uma ótima oportunidade para quem quer ver ação e muitas explosões, mas sem deixar de lado a delicadeza em alguns momentos do filme, além de trazer uma mensagem intrigante a respeito do mundo. 

Mazinger Z: Infinity estreará dia 07/06 e você pode assistir na Cinemark.

Ficha Técnica


Nome: Mazinger Z: Infinity
Nome Original: Mazinger Z: Infinity
Ano de produção: 2018
Gênero: Anime
Classificação: 12 anos
Direção: Junji Shimizu
Elenco: (vozes) Shôtarô Morikubo, Ai Kayano, Sumire Uesaka, Toshihiko Seki, Unshô Ishizuka


Albert Hipolito escreve para o GeekBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.
Este texto não representa a opinião do GeekBlast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Facebook