Rumiko Takahashi entra para o Hall da Fama do Prêmio Will Eisner

Durante a edição de 2018 da Sand Diego Comic-Con, a mangaká Rumiko Takahashi foi indicada para o Prêmio Will Eisner e entra para o Hall da Fama da premiação.


A San Diego Comic-Con 2018 segue a todo vapor, e a famosa mangaká Rumiko Takahashi (Inuyasha) foi uma das tantas figuras importantes a receber a luz dos holofotes no evento.


A edição de 2018 dos Prêmios Will Eisner introduziu neste final de semana a autora Rumiko Takahashi ao Hall da Fama dos Prêmios Will Eisner. Esta é a quarta vez que a mangaká é nomeada para a premiação. Suas outras indicações ocorreram em 2014, 2016 e 2017.

A votação foi realizada online por profissionais da área de histórias em quadrinhos, editores, varejistas, historiadores de quadrinhos e educadores. Outras personalidades introduzidas incluem Charles Addams, criador dos quadrinhos que originaram A Família Addams, Karen Berger, responsável pela criação do selo "Vertigo", e Dave Gibbons, ilustrador de Watchmen.

Karen Berger

Dave Gibbons

Durante sua longa carreira, Takahashi criou diversos mangás, tais como Urusei Yatsura, Maison Ikkoku, Ranma ½, One Pound Gospel, Kyoukai no Rinne e Mermaid Saga, além de diversos títulos menores. Seus principais títulos tornaram-se famosos ao redor do mundo, rendendo longas, adaptações animadas e live-actions. Ano passado, a autora comemorou seus 60 anos de idade, o aniversário de 30 anos de Ranma ½ e a marca de 200 milhões de cópias impressas.

Criado após o fim do Kirby Awards (primeiro prêmio dedicado aos quadrinistas), o Eisner Awards premia figuras da área dos quadrinhos em diversas categorias, tais como Melhor Escritor, Antologia, Álbum Gráfico e Publicação para Crianças e ocorre anualmente na San Diego Comic-Con.

Além de Rumiko, outros quatro artistas japoneses estão no Hall da Fama, são eles: Osamu Tezuka (Astro Boy), Kazuo Koike (Golgo 13), Goseki Kojima  e Katsuhiro Otomo (Akira). Outros premiados incluem o próprio Will Eisner, Stan Lee, o francês Moebius e Winsor McCay.

Fontes e créditos:
Caio Gomes escreve para o GeekBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.
Este texto não representa a opinião do GeekBlast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Facebook