Cinema

Crítica – Filme a Freira - terror que conta a história da freira de invocação do mal 2

A Freira filme de terror dirigido por James é mais uma história que saiu da franquia de Invocação do Mal, estrelado por Demian Bichir e Taissa Farminga



Dia 06 de setembro chegou aos cinemas brasileiros o filme A Freira, que explora mais um aspecto da franquia Invocação do Mal, dirigido por James Wan a nova história desvenda os eventos que deram origem à Freira que aparece em Invocação do Mal 2.


Na trama, quando uma jovem freira que vive enclausurada em um convento na Romênia comete suicídio, um padre com um passado assombrado e uma noviça prestes a fazer seus votos são enviados pelo Vaticano para investigar o que aconteceu. Juntos, eles tentam descobrir o segredo profano da ordem. Arriscando não só suas vidas, mas também sua fé e almas. Nesse novo capítulo eles enfrentam a entidade malévola que assume a forma da mesma freira que aterrorizou em “Invocação do Mal 2”, conforme o convento se torna um horripilante campo de batalha entre vivos e amaldiçoados. - sinopse disponível no site oficial do filme. 


Antes de assistir esse filme fiz me comprometi a manter a mente aberta. Meu objetivo era ser imparcial e resistir a tentação de falar mal do filme. Mas, não deu, já que os personagens não têm carisma, o cenário é sem graça e a história muito fraca. Em certo momento do filme eu achei que estava participando de uma reunião da Ku Klux Klan.


Quem estiver indo para o cinema descobrir a origem da entidade maligna conhecida como A Freira vai sair das salas decepcionado. Uma vez que o filme não explica quem é o demônio e porque ele deixou o mundo das trevas. A única coisa que o filme explica é que um homem que praticava magia negra construiu um castelo e nele fez todo tipo de ritual para invocar o Capiroto. Nem era para trazer de volta em 10 dias. Para que uma pessoa invoca o mal se não é para se aproveitar das vantagens que um pacto pode oferecer?

O padre, Damian Bichir, que foi escalado pelo Vaticano para investigar o ocorrido é um caçador de eventos inexplicáveis. Bem como um homem atormentado por um evento passado, do qual não conseguiu se perdoar.


A noviça que acompanhou o padre em sua busca de resposta foi interpretada pela atriz Taissa Farminga, que me deixou impressionada por sua semelhança com a mãe do Norman Bates, então dei um Google e descobri que as duas são irmãs. Tá explicado.

Apesar da história só explicar o porquê a freira se suicidou somente no final do filme, qualquer pessoa com dois neurônios, ou familiarizada com esse tipo de filme, já havia descoberto qual era o motivo.

O rapaz que encontrou o corpo da freira tem um papel importante no decorrer da narrativa. Acredito que o próximo filme será focado nele, isso mesmo deu para perceber que ainda teremos mais filmes sobre o universo de invocação do mal.


A Freira á mais um filme de terror com uma história fraca, que poderia ter uma fotografia mais marcante. Com algumas cenas um tanto bizarras, falha em sua narrativa, e o fato de o convento estar sempre vazio a narrativa de A Freira só provoca desconforto, não medo.


Ficha Técnica


Nome: A Freira
Nome Original: The Nun
Origem: EUA
Ano de produção: 2018
Gênero: Terror
Classificação: 14 anos
Direção: Corin Hardy
Elenco: Taissa Farmiga, Demián Bichir, Bonnie Aarons, Jonas Bloquet


Karina E. da Costa escreve para o GeekBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.
Este texto não representa a opinião do GeekBlast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Facebook