Combo Rangers, os Power Rangers brasileiros

Tá na hora do combo!

Quando o Império Deskarga do maligno General Monte invade a terra um herói aposentado chamado Poderoso Combo reúne um grupo de cinco adolescentes para enfrentarem o mal. Distribuindo um pouco de seu poder para cada um desses jovens eles se transformam nos Combo Rangers!


No distante ano de 1998 um jovem Fábio Yabu cheio de criatividade, se baseando principalmente em Power Rangers e outras séries do tipo, lançava uma história em quadrinhos de um grupo de Super Sentai nacional. Nasciam assim os Combo Rangers.

Inicialmente focado em cinco rangers, Fox, Tati, Lisa, Ken e Kiko, os Combo Rangers tinham uniformes coloridos, robôs gigantes, armas e tudo mais para nenhum amante de Power Rangers colocar defeito. Com o passar dos anos novos integrantes chegam na equipe, novos vilões surgem, até o término da série.

Os Combo Rangers originais.
Lançado quando a internet ainda caminhava lentamente no Brasil, os quadrinhos dos Combo Rangers eram inicialmente gratuitos para leitura online, algo inovador pra época. Com muito humor a série teve três temporadas na internet tão bem produzidas que alguns episódios continham animações e músicas, antes de ser publicada em bancas por editoras como JBC e Panini.

A prova da qualidade da série é que ela angariou três Troféus HQ Mix (uma espécie de Oscar dos quadrinhos nacionais).

Os personagens secundários se destacavam, bebendo tanto da fonte de programas antigos como de programas que estavam no auge na época, como Dragon Ball Z, além de criações geniais e originais do autor.

Reconhece alguém nessa imagem?
Com garantia de muitas risadas a leitura de Combo Rangers é mais do que recomentada. Atualmente a série ganhou um reboot planejada para três encadernados, dos quais dois já foram lançados até o momento.

Na semana em que os Power Rangers voltam para os cinemas seria bom conhecer essa magnífica homenagem nacional a série de heróis coloridos.

E você, conhece os Combo Rangers? O que acha do grupo de heróis? Comente.

Uma pessoa que tentou ser ninja, samurai, power ranger, detetive consultor e mosqueteiro, mas quando percebeu que não conseguiria ser nada disso se tornou um professor de matemática amante de livros, quadrinhos, cinema, seriados, games e mais coisas que muitas pessoas consideram inútil, inclusive a matemática.

Comentários

Google
Disqus
Facebook