Robert Pattinson: a ascensão do vampiro

Como um astro teen se tornou um dos atores mais respeitados? Nós contamos para você!


Talvez nem os mais cinéfilos e nem o grande público, imaginaram que em 2019 o nome mais comentado de Hollywood seria do ator britânico Robert Pattinson. Entenda como o ator foi de um vampiro contraditório para um dos astros mais promissores.

Ainda muito conhecido pela a saga "Crepúsculo"  o ator de 33 anos já tem grandes papeis e filmes no currículo. Esta trajetória o permite, hoje, escolher quais os trabalhos aceitará com muita calma, dando ênfase a bela atuação. Isso o colocou no mais alto dos patamares de Hollywood, tornando-o um dos atores de maior prestígio da atualidade.

 Já confirmado como o novo Batman dos cinemas, Pattinson também está no próximo filme de  Christopher Nolan ("Trilogia Cavaleiro Das Trevas"). Inclusive, foi o próprio Nolan que pediu o ator.

Como se estas notícias já não fossem o suficiente para consagrar o ator como um dos promissores de 2019, recentemente o nome de Pattinson foi cogitado aos novos filmes do 007. Segundo o diretor Danny Boyle o nome do ator foi candidato a uma possível substituição de Daniel Craig.

Mas afinal de contas, como o ator consegui superar o contraditório "Crepúsculo" e alcançar a fama?

O Começo


O começo de carreira de Pattinson não era nada promissor. Com uma carreira de modelo, o (atual) ator até ganhava bons trabalhos, mas sua mudança física fora dos padrões o fez perder oportunidades.

"Quando eu comecei, eu era bem alto e parecia uma menina. Então, eu tinha muito trabalho, pois foi durante esse período em que o visual andrógeno era legal. Mas com o tempo, eu acho, fui me tornando um rapaz e desde então nunca mais tive qualquer emprego como modelo. Minha carreira foi um fracasso", afirmou Pattinson.

Iniciando como ator, Pattinson atuou em papéis coadjuvantes em filmes feitos para televisão, como Rawdy Crawley no filme Vanity Fair, estrelado por Reeee Witherspoon. Sem sorte, sua participação foi cortada na edição final do filme e aparece apenas no DVD. Ou seja, ele não foi creditado.

O primeiro papel creditado em um filme foi no mesmo ano, como Giselher, em Ring of the Nibelungs. Em maio de 2005, ele foi chamado para aparecer na premiere, realizada no Reino Unido, do filme The Woman Before, no Royal Court Theatre, mas foi substituído pouco antes da noite de abertura por Tom Riley.


 A carreira do ator começou a caminhar somente em 2005, quando conseguiu o o papel de Cedric Diggory em "Harry Potter e o Cálice de Fogo" quarto filme da franquia. Seu personagem era um dos destaques do filme, sendo o arco muito importante para a narrativa da historia - que traria desdobramentos, e seria lembrado, nos próximos filmes da saga.

Por esse trabalho, ele foi nomeado naquele mesmo ano como British Star of Tomorrow pelo The Times. Ele foi chamado de "o próximo Jude Law".

Em 2007, Robert Pattinson foi considerado para o filme "Sangue Negro" de Paul Thomas Anderson e atuaria ao lado de Daniel Day-Lewis, que ganhou o Oscar.  O ator recusou a proposta, pois se achava maduro o suficiente para o papel que acabou ficando com Paul Dano.

A Fama



O próximo grande trabalho de Pattinson  foi com uma outra franquia baseada em livros, e sem dúvida foi a transição de um jovem desconhecido para o estrelato, na época "uma estrela Teen". 

Crepúsculo foi lançado em 2008 e foi um grande sucesso entre os adolescentes. Após estrelar o filme, Robert era figurinha carimbada em eventos, revistas, sites e programas de Tv direcionados para jovens. O longa abriu as portas para que o ator trabalhasse em outras produções.



Com esse poder nas mãos, muitas produções consideradas pequenas sonhava em ter o ator e ele começou a receber propostas que não eram grandes mas tinham elementos que o agradava. Assim foi com Little Ashes (que interpretou Salvador Dalí), How to Be (uma comédia britânica) e no curta-metragem The Summer House.

Após famoso, o ator voltou a encontrar a atriz Reese Witherspoon, com quem dividiu o primeiro filme que atuou. Em "Águas para Rlefantes", Pattinson não só foi creditado ao lado de Witherspoon, como também ganhou notoriedade entre o público mais adulto - que até então só o conhecia como o 'vampiro teen'. 



O Fim de Crepúsculo e um incio de uma nova carreira


O ano de mudanças para Robert Pattinson foi 2012. Com o fim a franquia Crepúsculo, o ator ganhou ainda mais visibilidade. Em diversas entrevistas, Pattinson deixou claro o cansaço com a franquia e as obrigações que tinha que cumprir. O ator agradeceu o carinho dos fãs, mas informou que jamais voltaria a interpretar Edward Cullen

Com o fim da saga, Pattinson iniciou o processo de desconstrução de imagem e investimento na carreira, com a escolha de filmes que saiam do tradicional de acordo com o histórico do ator. Exemplo disso foi o filme "Cosmópolis" do diretor David Cronenberg ("A Mosca", "Senhores do Crime"). O diretor é um dos mais conceituados pelo seus filmes experimentais de qualidade e surpreendeu ao anunciar a escolha do ator - que posteriormente foi elogiado pelo amadurecimento e atuação.


Nos anos seguintes, o ator voltou a aceitar trabalhar em projetos menores, visando a desconstrução de imagem e também o avanço nas habilidades como ator. Alguns dos filmes que destacam-se nessa fase de Pattinson são:
  • The Rover - A Caçada
  • Mapas para as Estrelas
  • Rainha do Deserto
  • A Infância de um Líder
  • Z - A cidade Perdida
  • Bom comportamento
  • High Life

Esses, e outros filmes, fizeram que o ator ficasse ainda mais respeitado pela sua atuação. Principalmente por "Bom Comportamento" e "High Life".  Inclusive foi com uma foto do ator em Bom Comportamento que o diretor Matt Revees o anunciou como o novo Batman. 

Atual momento na carreira



Com o seu rosto já conhecido e seu talento aperfeiçoado, Robert Pattinson chegou a 2019 como umas das estrelas da primeira classe de Hollywood. Atualmente, ele é disputado pelos principais diretores e ilustra a capa das principais revistas de cinema do mundo. 

Este ano marca também, como já anunciado, o retorno do ator a uma franquia, desta vez de super heróis. Pattinson foi confirmado como o novo Batman, o que pode deixá-lo marcado pelos próximos anos. Contudo, o ator deixa claro que não deixará de lado filmes conceituais e atuações mais profundas, prova disto é a participação no novo filme de Nolan. 

Outros produções que o ator esta envolvido são "The Lighthouse" produzido pelo brasileiro Rodrigo Teixeira, com Willem Dafoe no elenco. Tanto o filme, quanto o ator, foram elogiado no festival de Cannes de 2019.



Escreve para o GeekBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google
Disqus
Facebook