Crítica: The umbrella academy - 2ª temporada

"Catuca pai, catuca mãe, catuca filha, eu também sou da família, também quero catucar..."














Os irmãos Hargreeves estão de volta a ação na segunda temporada de The Umbrela Academy, que estreou na Netflix. Baseada na série de quadrinhos homônimo escrita por Gerard Way e ilustrada pelo brasileiro Gabriel Bá, a versão audiovisual original da gigante dos streamings volta com tudo nessa temporada.

Como vimos, a primeira temporada tem como ponto central o relacionamento conturbado entre os irmãos Hargreeves e seu pai exigente e nada afetuoso, que acabara de falecer. Ao final da temporada os heróis não conseguem impedir o apocalipse causado por Vanya Hargreeves (Ellen page), a número 7,  e acabam pulando em um portal temporal aberto pelo número 5 (Aidan Gallagher).


Os eventos da segunda temporada se passam logo a após o final apocalíptico da primeira. Agora, os irmãos foram para no início dos anos 60, porém, espalhados em anos diferentes. Eles acabam seguindo suas vidas nesse novo momento, até a chegada do número 5 anunciando a eminência de um segundo apocalipse, decorrente das mudanças provocas pela presença deles nesse tempo. Mais uma vez, os irmão terão que se unir para evitar mais uma destruição da terra.

Uma série de super-heróis com ação e aventura, mas a carga dramática continua sendo o seguimento que norteia essa segunda temporada. Conflitos internos e familiares, romance e desilusões trazem peso para a trama, além de servirem como gancho para a abordagem de temas atuais e super relevantes no contexto histórico dos anos 60 nos EUA. São levantadas temáticas como racismo, lgbtfobia, machismo e emponderamento feminino trazendo assim uma maturidade para a trama que impressiona. 



A trilha sonora é um capricho a parte. Instigante e envolvente consegue mesclar músicas de diferentes décadas com releituras de músicas atuais, que te conectam com o clima da cena. Tivemos uma ótima experiência na primeira temporada, e essa segunda não deixou a desejar nesse quesito. A trilha conta com sons que vão de Frank Sinatra à Backstreet Boys, e dá o tom necessário para que você se envolva em cada cena.



Por fim, a Netflix nos entrega uma temporada maciça, cheia de nuances nessa nova fase, redescobrimos personagens, entendemos melhor suas motivações e nos deixa com um gostinho de quero mais. O arco final nos dá um gancho para novas possibilidades a serem exploradas, e estamos ansiosos por isso. 





Ficha técnica


Título Original: The Umbrella Academy
Ano produção: 2019
Estreia: 31 de julho de 2020
Distribuidora: Netflix
Elenco: Tom Hopper, David Castañeda, Emmy Raver-Lampan, Robert Sheehan, Robert Sheehan, Aidan Gallagher, Justin H. Min, Ellen Page, Ritu Arya, Colm Feore. 
Dirigido por: Amanda Marsalis, Tom Verica, Sylvain White, Ellen Kuras, Stephen Surjik, Jeremy Webb




Biológo, amante da natureza, aprendiz sith. Fã de animação, séries e filmes...queria ser um dobrador de água, mas a vida lhe fez nascer na nação errada.


Disqus
Facebook
Google