Cinema

Crítica: Vida - Você disse Alien?

Suspense espacial decepciona ao entregar experiência genérica


Vida é um filme de suspense que tem uma sinopse já conhecida porém com possibilidades interessantes, "Uma equipe de seis astronautas da Estação Espacial Internacional descobre sinais de vida inteligente em Marte e a investigação do fato gera consequências inimagináveis".


Pelo visual de ficção científica, aliado aos trailers cheios de suspense, Vida era esperado com bastante expectativa, uma nova franquia que nos apresentasse um personagem tão classico como o Alien.

Belo visual

O filme tem um visual interessante, e as cenas que mostram o espaço são bem feitas, porém acabam parecendo um pouco com Interestelar e a maior parte dos filmes do gênero. É como se tentasse mostrar a grandeza do universo, mesmo sem muita necessidade do mesmo, já que se passa majoritariamente no ambiente interno da nave.

Visão externa da estação espacial



Um bom elenco

O grupo é composto por Ekaterina (Olga Dihovichnaya), David (Jake Gyllenhaal), Hugh (Ariyon Bakare), Sho (Hiroyuki Sanada), Miranda (Rebecca Ferguson) e Rory (Ryan Reynolds). Alguns nomes são bem famosos porém o filme evita dar protagonismo aos personagens, dando um pequeno destaque a um deles mais a frente no filme. As atuações de uma forma individual são boas e convencem, porém, quando se analisa o grupo como um todo falta química.



A criatura

Como a premissa do filme nos entrega, o roteiro gira em volta de uma forma de vida extraterrestre, que começa sendo muito bem desenvolvida como personagem, passando por estágios de sua evolução, entre outros elementos. Apesar do começo promissor, somos entregues a um alienígena genérico, com um visual e características que não impressionam, nem em sua forma final. O alienígena chamado de Calvin, é dotado de inteligência exemplar em algums momentos e por necessidade do roteiro, minutos depois cai em armadilhas bobas.

Calvin, em seus primeiro dias de vida


Mais do mesmo

Vida era esperado como um filme que fosse trazer fôlego aos filmes do gênero. inovando e oferecendo um belo suspense, mas entrega um subproduto de Alien. Nenhum elemento do filme pode ser considerado realmente novo, é mais um longa que tenta evocar uma franquia famosa em gênero e que traz algo normal.



Conclusão

Vida tinha a missão de nos apresentar um novo Alien, um suspense espacial que fosse interessante e criativo, mas entrega um "enlatado". Um roteiro comum, com atores bons e competentes, mas que não encontra química entre seus personagens, com um alienígena genérico que repete todos os clichês possíveis. O final do filme inclusive se mostra previsível, fazendo o espectador mais atencioso adivinha-lo minutos antes.

Apesar das duras críticas, o filme não deve ser levado como um fracasso, assim como não deve ser exaltado como algo de alta qualidade, existe público para este tipo de filme e ele entrete a quem assistir sem grandes expectativas. Vida é um ótimo filme para se ver em casa comendo pipoca, mas é mediano para ser visto no cinema.

Ficha Técnica

Nome Original: Life
Origem: Vida
Ano de produção: 2016
Lançamento: 20 de abril de 2017
Classificação Indicativa: 12 anos
Gênero:  Ficção Científica, Suspense
Direção: Daniel Espinosa
Elenco: Ryan Reynolds, Jake Gyllenhaal, Rebecca Ferguson
Murilo Henrique Sanches escreve para o GeekBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.
Este texto não representa a opinião do GeekBlast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Facebook