Séries

#VoltronFinalBattle - Despedida (desabafando SEM SPOILERS)

Não, essa não é a crítica da temporada final. Isso é apenas um fã pondo em palavras seus sentimentos quanto ao fim dessa aventura.



Bem, é isso. 8 temporadas, 78 episódios e 2 anos e meio depois de 5 humanos encontrarem um Leão Azul em uma caverna no meio do deserto e se lançaram em uma aventura espacial no melhor estilo Power Rangers, Voltron Legendary Defender chegou a seu fim. O que estou sentindo agora é uma mistura de felicidade, tristeza, raiva, decepção, satisfação e paz. Eu estou confuso.

Caminhos Tortuosos

Vou ser honesto aqui. Nesses 5 anos como #SeriesKiller, eu não me lembro de me apegar tanto a uma série como eu me apeguei a Voltron. Também não me lembro de participar tão ativamente da comunidade, ver fanarts e teorias aos montes como foi com a animação da Netflix. Desta parte eu vou sentir muita falta.

Sim, a série inteira teve MUITOS problemas, principalmente com o roteiro. Muitas histórias, ou foram desenvolvidas para logo serem abandonadas, ou foram concluídas de maneira inconsistente com o todo. Fora o conteúdo cortado dos roteiros finais que, segundo Lauren Montgomery e Joaquim Dos Santos, os showrunners, daria para uma ou duas temporadas adicionais.
Lauren e Joaquim
Ao contrário de grande parte do fandom nesse momento, eu não estou com raiva deles. Eles não estão isentos de culpa, isso é verdade, mas não é somente eles. Diretores e roteiristas de temporadas iniciais saíram da série, os executivos da DreamWorks devem ter intervido no storytelling por causa da reação da audiência e da venda de brinquedos. Isso já aconteceu antes na então 3ª temporada. (Fonte: Den Of Geek).

Muitos fatores podem ter acontecido e talvez nunca teremos conhecimento. Voltron tinha muito potencial. Me entristece que esse potencial chegou perto, mas nunca foi e nunca será alcançado. Lauren comentou sobre isso recentemente. Detalhe para o rosto dela. Me digam com sinceridade: essa é a cara de alguém que está satisfeita com a maneira que seu projeto terminou?

No começo, nós sabíamos onde queríamos ir... nós começamos a perceber que NOSSA visão não era a ÚNICA visão nesse show, então onde nós achávamos que iríamos terminar nem sempre era onde terminávamos.
Eu admito, algumas coisas da temporada poderiam ter saído MUITO MELHOR do que saíram e os fãs tem todo o direito de reclamar sobre isso, mas isso não é motivo para tanto ódio, para desvalorizar 4 anos de planejamento e mandar ameaças à vida de membros da equipe. Eu entrei no Twitter no sábado após o series finale para ver a reação das pessoas e presenciei pessoas usando aquela palavra em inglês com F. Deprimente. Uma comunidade tão tóxica assim me faz agradecer que eles tenham terminado a série.

O fim é só o começo

Durante esse tempo, eu li teorias que faziam sentido. Teorias que se encaixavam na história geral e que promoviam desenvolvimento dos personagens sem forçar. Algumas eu queria que tivessem acontecido, mas eu tenho que ver o show como ele é, não como ele poderia ser ou, segundo alguns fãs, DEVERIA SER.

Lauren e Joaquim queriam contar uma saga que já estava pronta havia bastante tempo. Eles conseguiram contar uma boa história na medida do possível e eu sou grato por isso. Sou grato por ter passado por todos esses 78 episódios e não ter abandonado no meio do caminho. Sou grato por eles conseguirem criar personagens tão incríveis e trabalhá-los de maneiras únicas, mas sempre tão natural.

Se, 3 meses atrás, alguém me dissesse que eu iria chorar por causa 
desses 7 personagens fictícios, eu não acreditaria

Eles cresceram tanto em relação ao piloto que chega me dá orgulho. Eu não sou uma pessoa que chora assistindo filmes ou séries, mas eu chorei muito ao assistir o series finale e fiquei o dia seguinte tão emotivo que me peguei chorando mais ainda. Nem em Grey's Anatomy eu chorei tanto assim. Pode acreditar. E eu tenho prova disso porque eu fiz um especial no Instagram do GeekBlast.

De verdade, eu vou levá-los no coração daqui pro resto da vida. Eu certamente reassistirei tudo de novo daqui a alguns meses. Ao aceitar Voltron como a bagunça que é, eu me despeço da série com carinho ao invés de desprezo, positividade ao invés de ódio, satisfeito com o que me foi dado. E se estou saindo assim, é porque a série me marcou, me mudou e me fez vê-la assim.

Adeus Keith, Lance, Hunk, Pidge, Shiro, Allura, Coran, Matt, Sam, Collen, Zarkon, Honerva, Sendak, Lotor, Kolivan, Krolia, Veronica, Shay... Adeus a todos, principais e secundários. Muito obrigado pela jornada incrível que vocês me deram.

As oito temporadas de Voltron já estão disponíveis na Netflix. Aqui no site, em breve, ainda teremos a crítica dessa última temporada e o perfil dos personagens que faltam (Pidge e Shiro) até a 7ª temporada. Até lá...

...foi uma honra voar com todos vocês.
Gian Luca escreve para o GeekBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.
Este texto não representa a opinião do GeekBlast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Facebook