Critica: "O Menino Que Queria Ser Rei" - O Rei Artur do seculo XXI

Nova versão da lenda do rei de Camelot pode ser a mais divertida já feita


Desde A Espada Era a Lei, de 1963, fazia tempo que a história de Artur e sua espada, a lendária Excalibur, não eram adaptadas para o público infantil. 56 anos depois, O Menino Que Queria Ser Rei, mais recente adaptação arturiana a chegar aos cinemas, já pode ser considerada a mais divertida interpretação cinematográfica da lenda.

Depois de derrotar sua meia-irmã Morgana (Rebecca Ferguson) e governar, Artur deixou sua espada para que quando o mundo voltasse ao caos e a falta de esperança, o verdadeiro rei, alguém corajoso e de bom coração, ergueria Excalibur contra Morgana novamente.

O jovem Alex (Louis Ashbourne Serkis) e seu amigo Bedder (Dean Chaumoo) são excluídos da escola e defende dos valentões (Tom Taylor e Rhianna Dorris). Um dia Alex, fugindo dos dois bullies, encontra uma espada em uma pedra em um canteiro de obras e uma sucessão de eventos estranhos começam a acontecer.

Enquanto Morgana retoma suas forças para atacar, Alex se vê diante do mago Merlin (Patrick Stewart e Angus Imrie na versão jovem) e forma alianças inesperadas para enfrentar a ameaça iminente da feiticeira.
Esse novo filme se diferencia por trazer a história para o contemporâneo. As crianças do filme cresceram ouvindo e lendo a lenda do rei Arthur. Alex se baseia também em outras histórias de heróis que já conhece, de filmes e livros que nos identificamos. O filme toca em questões mais pesadas, e bem atuais,  para as crianças de uma forma simples e em alguns momentos cativantes, como mostrar que em tempos de divisões onde leis separam ao invés de unir (BREXIT piscando em todos os jornais) as crianças tem o poder de mudar, se juntar e fazer o mundo um lugar bom.

As atuações foram uma surpresa muito agradável, Louis Serkis mostrou uma grande expressividade e parece ter puxado do pai o dom para se expressar, enquanto no Angus Imrie mostrou uma atuação excelente e digna de um Sherlock, casando muito bem com sua versão interpretada por Patrick Stewart.

O ponto fraco do filme, infelizmente, fica em suas cenas de ação, onde Morgana e seu exército lembram o escorpião Rei de O Retorno da Múmia (e olha que não fui só eu que me lembrei disso).

Apesar de ser uma história contada diversas vezes, essa versão traz um frescor e uma modernidade divertida à história. O Menino Que Queria Ser Rei, com certeza irá agradar muitíssimo às crianças trazendo à tona lições importantes e cativando com sua originalidade, embora tenha estreado no fim das férias.

Ficha técnica

Titulo: O Menino Que Queria Ser Rei
Titulo original: The Kid Who Would Be King
País: Reino Unido
Ano de produção: 2019
Data de estreia: 31 de Janeiro de 2019
Direção: Joe Cornish
Gênero: Aventura
Classificação:

Elenco: Louis Ashbourne Serkis, Dean Chaumoo, Tom Taylor, Rhianna Dorris, Angus Imrie, Patrick Stewart, Rebecca Ferguson, Denise Gough

Escreve para o GeekBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google
Disqus
Facebook