Crítica: X-Men: Fênix Negra – o filme que encerra a aventuras dos Mutantes no cinema

Depois de quase 20 anos as aventuras cinematográficas dos Mutantes chega ao fim com o filme X-Men Fenix Negra



Dia 06 de junho é a data que marca o fim das aventuras cinematográficas dos X-Men com o lançamento do filme X-Men: Fênix Negra, encerrando um ciclo de quase 20 anos. 


Sinopse
Esta é a história de um dos personagens mais amados dos X-Men, Jean Grey, enquanto ela evolui para a icônica Fênix Negra. Durante uma missão de resgate no espaço com risco de vida, Jean é atingida por uma força cósmica que a transforma em um dos mais poderosos mutantes. Lutando com esse poder cada vez mais instável, e também com seus próprios demônios, Jean fica fora de controle, dividindo a família X-Men e ameaçando destruir a própria estrutura do nosso planeta. X-Men: Fênix Negra é o filme mais intenso e emocional da saga. É o culminar de 20 anos de filmes X-Men, onde a família de mutantes que conhecemos e amamos deve enfrentar seu mais devastador inimigo - um dos seus.

Fênix Negra pretende ser o capítulo final da série de longas que começou em 2000 com X-Men: O Filme. Até a Disney dar um reboot na franquia, já que é esperado que isso aconteça.
Como um filme de origem, Fênix Negra tem uma narrativa lenta no começo, com personagens refletindo sobre o rumo que suas vidas tomaram. Afinal, esse é o ponto central da trama: como será o futuro a partir do presente em que vivemos.
O ator James McAvoyd, Charles Xavier, reprisa seu papel de Victor Frankenstein com aquele mesmo olhar insano e orgulhoso de suas criações. Uma vez que, como mestre, conseguiu arrancar o melhor de seus pupilos. No entanto, foi o responsável por toda a lambança que culminou com o final apocalíptico do filme. Visto que, sua soberba o levou a tomar atitudes erradas.
Já Magneto, Michael Fassbender, estava lá vivendo sua vidinha paz e amor até ser convocado para a batalha. Então, no melhor estilo romance de cavalaria, parte em busca de vingança.


Juntos para o que mesmo?

No decorrer da história, os membros do time Xavier demonstraram dúvida com relação ao propósito da equipe. Afinal, Charles estava se achando e, mais preocupado em fazer marketing que manter seus pupilos a salvo. Em vista disso, os X-men estavam se virando sozinho há algum tempo.
Apesar de ser a mais poderosa, Jean Grey, Sophie Turner, era sem graça e inexpressiva. Por isso não consegui me conectar com a garotinha que perdeu tudo por causa do seu incrível poder.
Os vilões também eram sem graça. Já que agora vilões têm um porquê de ser mal. Gostaria de saber por que Hollywood ainda robotiza os alienígenas. Seria o medo de mostrar que existem seres realmente superiores em algum lugar? Pois, é sempre a mesma história: eles são ótimos em tecnologia, mas péssimos em demonstrar emoções.
Enfim, o filme X-Men: Fênix Negra é um filme mediano, com interpretações medianas. Que consegue atingir o objetivo que é dar um final digno para os Mutantes.

Ficha técnica

Nome: X-Men: Fênix Negra
Nome original: X-Men: Dark Phoenix
País: EUA
Data de estreia: 06 de junho de 2019
Gênero: Aventura, Ficção Cientifica
Classificação: 12 anos
Duração: 113 minutos
Distribuidora: Fox Film do Brasil
Direção: Simon Kinberg
Elenco: Sophie Turner, James McAvoyd, Michael Fassbender, Jennifer Lawrence, Nicholas Hoult, Tye Sheridan, Alexandra Shipp, Jessica Chastain, Evan Peters, Kodi Smit-McPhee e Scott Shepherd.


Escreve para o GeekBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google
Disqus
Facebook