Critica : Dolittle - Nova aventura com Robert Downey Jr. não anima

Filme não inova e é clichê.



Robert Downey Jr. volta aos cinemas, investindo em uma nova aventura para família, não ligando muito para críticas.



Sinopse 

Depois de perder sua mulher sete anos atrás, o excêntrico Dr. John Dolittle (Robert Downey Jr.), famoso veterinário da Rainha Victória da Inglaterra, se isola nas paredes da mansão Dolittle, com apenas sua coleção de animais como companhia. Mas quando a jovem rainha (Jessie Buckley) adoece gravemente, um relutante Dolittle é forçado a embarcar em uma aventura para uma ilha mística à procura de uma cura, reconquistando sua esperteza e coragem, encontrando velhos adversários e descobrindo incríveis criaturas.

O novo Dr. Dolittle 



A história de Dolittle é uma famosa adaptação, sendo essa sua terceira versão cinematografica (a primeira nos anos 60 e depois com Eddie Murphy nos anos 90). A maioria foi apresentada ao famoso doutor que falava com os animais com a versão de Eddie Murphy em dois filmes. Agora vemos uma versão totalmente nova e diferente com o astro de homem de ferro no papel.

A ideia do ator assumir alguma franquia infantil não é de agora, Tim Burton já pensava no ator para ser o Gepeto em sua versão do Pinoquio, filme esse que nunca foi para frente.  Downey consegue o melhor dos dois mundos, tanto o publico infantil, quanto o adulto, adoram o ator. 

Para dar a vida a Dolittle, Robert faz um sotaque britânico bastante puxado, o que fica estranho na tela, mas não tem como você não lembrar do seu Sherlock Holmes tanto na voz como nos movimentos. 

Outra coisa que não é uma novidade é a maneira que o personagem é apresentado. Ele é um veterinário, medico, explorador, inventor excêntrico e sempre tem boas respostas na ponta da lingua.

Animais


Sem duvida a melhor coisa do filme são os animais e seus dubladores. Cada um com uma personalidade diferente, eles te tiram boas risadas e tem momentos fofos.

Com certeza os momentos mais legais do filme são proporcionados por eles que conseguem sozinhos serem bem naturais, sem precisar toda hora de uma interação com um humano.

Os principais animais que posso destacar são o Gorila, a Papagaia, o Urso polar, a Garça e, claro sem duvida nenhuma o personagem que mais rouba a cena nesse filme, o Esquilo.


Conclusão 

Sem explorar muitas possibilidades, Dolittle investe na aventura e não no roteiro. Busca soluções fáceis, ao invés de arquitetar uma boa história. Talvez, faça o sucesso com o público infantil pelo pelo com animais, mas como um longa ele não se sustenta, chegando a ficar monótono em partes. Sempre com grandes cenas de perigo, um problema e uma lição que se pode tirar disso, esse é basicamente o resumo do filme. 

Ficha Técnica 

Nome: Dolittle
Nome Original: Dolittle
Origem: EUA
Ano de produção: 2020
Gênero: Comedia, Família
Duração: 1h 42min
Classificação: 10 anos
Direção:Stephen Gaghan
Elenco: Robert Downey Jr., Antonio Banderas, Michael Sheen, Emma Thompson, Rami Malek, Selena Gomez, John Cena, Octavia Spencer, Tom Holland


Escreve para o GeekBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google
Disqus
Facebook