Espírito Perdido: Livro de autor brasileiro conquista prêmios internacionais

Em um ano de existência, livro de autor brasileiro cativa fãs pelos EUA e pela Europa


Enquanto comemora um ano do lançamento do primeiro livro de fantasia do escritor brasileiro P.J. Maia, Espírito Perdido (The Missing Spirit), a obra acaba de conquistar o prêmio de Melhor Livro de Fantasia no Independent Press Award, em Nova York, uma competição julgada por experts de diversas áreas da indústria literária, incluindo editoras, autores, revisores, diretores de arte e redatores profissionais. Os vencedores de cada categoria são escolhidos a partir de quesitos de excelência no geral.


Este não é o primeiro prêmio conquistado pela obra. Em março deste ano, o livro conquistou o Red Ribbon, prêmio de Escolha dos Leitores no Wishing Shelf Awards, premiação sediada em Londres e voltada para o público juvenil, onde os títulos são avaliados por grupos de jovens leitores no Reino Unido e na Suécia.

“Foi uma surpresa muito bacana. Você passa tanto tempo sozinho criando e escrevendo uma história que, depois que ela vai a público, dá muita vontade de ter todo e qualquer tipo de resposta. Até o momento meu único termômetro eram os recados de leitores no Instagram e em plataformas de livros, então essas premiações sem dúvida trazem um ânimo extra para continuar trabalhando na continuação da história" - conta entusiasmado o autor P.J. Maia.
Com o segundo livro da saga já em produção, nestes tempos de quarentena, em que todos estão confinados, o autor pretende de forma criativa dar sequência ao seu trabalho tão bem recebido pelo público e crítica.  o autor está cada vez mais decidido a disputar espaço no mercado global de literatura fantástica de forma independente, o jovem autor brasileiro parece estar dando os primeiros passos na direção certa.


Confira o teaser vídeo do livro criado por Adriano Cobaia, que de forma animada apresenta um pouco da obra:


SINOPSE OFICIAL: Há duzentos mil anos, várias espécies proto-humanas vagavam pela Terra. Entre elas, uma não foi documentada: os Divinos. Esse povo imortal tinha dons e habilidades fenomenais, alimentados por um mineral misterioso remanescente de um asteroide conhecido como pedrazul.
Espírito Perdido começa num momento em que a sociedade Divina se tornou altamente sofisticada, enquanto os povos selvagens do mundo exterior ainda lutam para fazer fogo, caçar gigantes lanosos e sobreviver a uma árdua Era do Gelo.
Vivendo em Lúmen, coração da civilização Divina, Keana Milfort é uma garota de quinze anos que sempre foi diferente. Sua pele negra descorada e seus cabelos e olhos cor de mel são lembretes dolorosos de sua herança desconhecida. Mas agora, à beira da idade adulta, outra coisa fez com que se destacasse: todos da sua idade receberam um convite para se candidatar à Lúmen Academia. Todos menos ela. O evento de transição é o momento em que os jovens descobrem se receberão seus próprios poderes sobrenaturais ou se serão dispensados e forçados a entrar para a desprezível categoria de REGULAR.
Frustrada por não receber um convite, a jovem não consegue se conformar com um destino angustiante como regular e decide agir. Mas se Keana conseguir trazer à luz sua herança proibida, os Divinos poderão ter de fazer sacrifícios para proteger seus poderes, seu privilégio e sua imortalidade. Mesmo que esse sacrifício seja a vida dela.

Repercussão internacional


"Escrito por um autor com um talento genuíno para a originalidade e com um estilo narrativo distintamente cativante, Espírito Perdido é uma vitrine da maestria de P.J. Maia dentro do gênero de literatura fantástica e deixará os leitores ansiosos pelo próximo volume." – MIDWEST BOOK REVIEW


"Uma aventura lendária de moral forte e latente. Vencedora do “Red Ribbon” e altamente recomendada.” – THE WISHING SHELF BOOK AWARDS
"Uma introdução valiosa a um grande mundo, com personagens ricos, profundos, que deve atrair os leitores às continuações”. - KIRKUS REVIEWS


“A criatividade despejada nesta intensa história fica evidente a cada página deste exemplar fascinante do gênero, mostrando que Maia é uma força a ser reconhecida”. - SELF-PUBLISHING REVIEW
“Com Espírito Perdido, P. J. Maia cria com sucesso a base de uma nova série em potencial, agradando leitores com personagens fáceis de gostar, novos mundos e tramas costuradas de forma complexa”. - INDIE READER

Poeta, Bacharel em Radio, TV E Vídeo, Estrela, Editor e Co-criador do Papo Blast, Especialista em piada ruim, Viciado em séries e filmes, está mais perdido que Lost e acredita que Sharknado é um clássico subestimado mas vocês não estão prontos para essa conversa.

Comentários

Google
Disqus
Facebook