Universo Geek

Dia de Los Muertos mais uma celebração atravessada pela colonização

No dia de Los Muertos, eles visitam os vivos, por isso são recebidos com festas, pois, é uma oportunidade de receber os entes queridos que se foram



O Dia de Los Muertos é uma celebração que remonta as maiores civilizações que habitaram a América antes da chegada dos conquistadores: Maias e Incas.

Assim como tudo nesse continente sofreu interferência dos colonizadores, aterrorizados com os rituais que incluíam canibalismo resolveram eliminar alguns aspectos da celebração. Por isso, mudaram a data da comemoração que acontecia durante todo o mês de agosto para o final de outubro, para os festejos coincidissem com o Dia de Finados, que acontece no início de novembro.


No dia de Los Muertos os mortos visitam os vivos, por isso são recebidos com festas. Sendo que as casas e ruas são decoradas, pois, é uma oportunidade de receber os entes queridos que se foram. Além disso, algumas pessoas passam a noite no cemitério na companhia dos falecidos.

As caveiras pintadas são decorações tradicionais da comemoração, no começo eram usados crânios reais. Entretanto, com o passar dos anos foram substituídas por representações simbólicas.


La Katrina é outra imagem importante da celebração, se trata de uma caveira literária famosa, criada em 1910 pelo cartunista e ilustrador José Guadalupe Posada. Seu objetivo ao criar a personagem era mostrar o quanto a morte é democrática, já que independente da origem todos terminarão como caveiras. Portanto a caveira com chapéu francês típico traz uma crítica social, enquanto valoriza a cultura mexicana e lembra que na hora da morte somos todos iguais, apenas esqueletos.


Os esqueletos vestidos e com acessórios são outros elementos importantes da celebração, eles ficam espalhados pelas ruas e residência. Conforme a tradição são os esqueletos que recebem os mortos que chegam para visitar seus entes queridos.

Em 2003 a UNESCO declarou a celebração do Dia de Los Muertos patrimônio imaterial da humanidade. Que apesar de ser uma comemoração típica do México, também acontece em alguns países da América Central como: Guatemala, El Salvador, Honduras e, também nos EUA.


Kika Ernane, Karina no RG, e sou multitasking (agora que aprendi o significado do termo segura). Uma mulher como muitas da minha geração, que ainda não descobriram como aproveitar a liberdade que lutaram tanto para conseguir. Muito menos administrar todas as tecnologias disponíveis. Enfim, estou sempre aprendendo.


Disqus
Facebook
Google