Crítica: O Parque dos Sonhos - A animação que ninguém precisava

O filme o parque dos sonhos é uma animação dos estúdios Paramount Pictures que chega aos cinemas de todo o Brasil em 14 de março de 2019



Finalmente, depois de diversas pré-estreias, chega aos cinemas de todo o Brasil o filme O Parque dos Sonhos. A animação da Paramount Pictures tem lançamento oficial em 14 de março. Ufffffaaaa!

Sinopse
June encontra escondido na floresta um parque de diversões que é cheio de passeios e animais que falam. Legal, né? O único problema é que o parque não está como ela imaginava. E garota vai precisar da ajuda dos novos amigos para trazer a magia de volta ao Parque. (site oficial)
O Parque dos Sonhos é uma tentativa da Paramount Pictures de desenvolver um filme nos moldes da Pixar. Os personagens são fofinhos, os cenários coloridos e brilhantes. E a história triste como John Green gosta de contar. Entretanto, aquela emoção tão esperada não acontece, acredito que até Green ficou decepcionado.



A narrativa é muito medíocre, uma vez que não consegue transmitir a tristeza de June. Uma garotinha que tem uma família que a ama e que a encoraja a ser quem ela deseja. Porém, um dia sua mãe fica doente e precisa se afastar para realizar um tratamento demorado. A narrativa falha justamente em mostrar como a partida da mãe mudou a cabecinha de June.
Além disso, os personagens são fracos e sem carisma. Estamos falando de um parque de diversões, os moradores do parque devem ser divertidos. Contudo, esse não é o caso no filme O Parque dos Sonhos.



Em determinado momento da animação eu achei que estava assistindo uma versão pirata de O Quebra-Nozes e os Quatro Reinos, tamanha semelhança com a história do estúdio concorrente. Que coincidentemente, se é que existem coincidências em Hollywood, é proprietário da Pixar. Enfim, encontrei muitas semelhanças entre os macaquinhos do mal do filme O Parque dos Sonhos e os ratos do Quebra-nozes. Aliás, esses macaquinhos, ou filhotes de Teletubbies, também achei que o visual era parecido, se comportavam como Gremlins depois da chuva. Nossa, esse roteiro era uma mistura de outros roteiros.



Enfim, quem trabalha com animação sabe a quantidade absurda de tempo e trampo que são necessários para realizar um longa metragem. Assim, minha pergunta no final foi “por que fizeram esse filme?”. O estúdio tinha alguma meta bizarra para cumprir? Afinal, foi muito esforço para uma história bobinha e um roteiro que não cativou o público.


Ficha técnica

Nome: O Parque dos Sonhos
Nome original: Wonder Park
País: EUA, Espanha
Data de estreia: 14 de março de 2019
Gênero: Animação, Aventura, Comédia
Classificação: Livre
Duração: 76 minutos
Distribuidora: Paramount Pictures 
Direção: Dylan Brown
Elenco: Ken Hudson Campbell, Jennifer Garner, John Oliver, Matthew Broderick, Mila Kunis, Kenan Thompson, Ken Jeong e Norbert Leo Butz.


Escreve para o GeekBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google
Disqus
Facebook