Crítica: Shazam – aquele superamigo que todos gostariam de ter

Dia 4 de abril chega aos cinemas de todo o Brasil o filme Shazam, estrelado por Zachary Levi e Mark Strong o mais novo herói da DC que invade a telona


Shazam é mais uma tentativa da DC de apresentar um de seus heróis. Uma vez que os filmes da DC são fracos, não costumo criar muitas expectativas sempre que uma nova história invade a tela. Não podemos esquecer o fracasso que foi Batman Vs Superman. Ainda tenho pesadelos com o uniforme de Ben Affleck, e a Liga da Justiça. Filmes que, apesar do elenco repleto de estrelas, são medíocres e sem graça. Dito isso, cheguei no Cinemark de boas. Contudo, levei um tapa na cara, pois realmente me diverti com o filme. Zachary Levi agora é o meu Crush do mês. 



Todos temos um super-herói dentro de nós; só é preciso um pouco de magia para que ele ganhe vida. No caso de Billy Batson (Angel), basta gritar uma palavra – SHAZAM! – para que o jovem malandro de 14 anos se transforme no super-herói adulto Shazam (Levi), cortesia de um antigo mago. Um menino em sua essência – dentro de um corpo sarado, como o de um deus – Shazam se esbalda nesta versão adulta dele mesmo fazendo aquilo que qualquer adolescente faria com superpoderes: divertir-se com eles!

Shazam começa a testar os limites de suas habilidades com a despreocupação típica de uma criança. Contudo, ele precisará dominar estes poderes rapidamente para lutar contra as forças do mal controladas pelo Dr. Thaddeus Sivana (Strong).


Zachary Levi no papel do garoto que virou adulto está hilário, pois conseguiu apresentar com destreza a versão adulta de Peter Pan. Que, apesar de não ser o herói que o mundo precisa é o que tem para hoje, com todos os seus erros e acertos, mais erros que acertos, claro. Pois, o bom de ser um adolescente é não se arrepender de algumas escolhas duvidosas, uma característica típica da idade. Isso Levi conseguiu transmitir em todas as cenas que dividia com FreddyJack Dylan Grazer, seu colega de quarto.

O vilão Dr. Thaddeus Sivana, Mark Strong, é uma criança ressentida que cresceu odiando Lex Luthor, ops seu pai. Por isso esperou até conseguir provar que o pai estava errado. Sivana é um vilão sem graça, incapaz de mostrar a que veio. Afinal de contas, até para ser mau tem que ter talento. E seu pai não estava errado.



O filme mostra um conceito de família que tem meu total apoio. Pois, o lar é onde nosso coração está e, de preferência, rodeado de pessoas que nos amam

A narrativa do filme é acessível, sendo que os melhores momentos são baseados no fato de Billy Batson, Asher Angel, ser um humano em desenvolvimento, no qual sua total falta de habilidades para determinar o que é certo ou errado coloca todos em perigo. Porém, falta de habilidades para fazer a melhor escolha é comum a qualquer pessoa. 

O que mais curti em Shazam é justamente o que detesto em Homem de Aço, ele não fica filosofando sobre a própria existência, tentando entender o porquê aquilo aconteceu com ele. É só um adolescente curtindo os poderes que recebeu, se exibindo nas redes sociais como qualquer garoto de sua idade. Talvez esse tom mais leve e debochado seja o que estrutura o filme inteiro.


Se não quiser ler spoilers pula essa parte


Já tinha lido, em sites da gringa, que Shazam faz uma homenagem a outros filmes da década de 1980. Começando por Quero ser Grande, afinal um garoto que fica adulto e conta com a ajuda do melhor amigo, nem preciso continuar falando. Porém a quantidade de referência é enorme, desde Esqueceram de Mim, porque né, natal em abril, ou seria Gremlins por causa dos pecados superdesenvolvidos? Passando por Rocky, Os Goonies, minha referência favorita, Dragon Ball e Street Fighter. Referências a desenhos clássicos como Caverna do Dragão e Capitão Planeta. Essa última demorei um pouquinho para sacar.

Por fim Shazam é um filme descolado e divertido, que não tem a pretensão de ser indicado ao Oscar de melhor roteiro original, mas quem liga. A gente só quer sentar no cinema e rir! O filme chega aos cinemas dia 4 de abril de 2019. E só deixe a sala quando for convidado gentilmente a se retirar.


Ficha técnica


Título: Shazam!
Título original: Shazam!
País: EUA
Data de estreia:  4 de abril de 2019
Gênero: Ação, Fantasia
Classificação: 14 anos
Duração: 132 minutos
Distribuidora: Warner Bros.
Direção: David F. Sandberg
Elenco: Zachary Levi, Asher Angel, Mark Strong, Djimon Hounsou, Jack Dylan Grazer, Grace Fulton, Ian Chen e Faithe Herman.


Escreve para o GeekBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google
Disqus
Facebook