Crítica: Homem-Aranha Longe de casa e os novos começos

Amigo da vizinhança finaliza fase 3 com filme divertido e cheio de emoção.




O novo filme do amigo da vizinhança chega às telonas nesta quinta-feira dia 4 de Julho, feriado nos Estados Unidos, fechando a fase 4 do MCU e, possivelmente, a parceria Sony e Marvel Studios.


Para quem estava preocupado que este filme fosse pequeno para lidar com as consequências de Vingadores: Ultimato, não tem com que se preocupar, afinal, o Homem-Aranha já foi para o espaço!

Peter (Tom Holland) está ansioso para ter uma vida minimamente normal e dizer o que sente para a garota que gosta, MJ (Zendaya).

Mas quando uma ameaça aparece em Veneza, Peter é convocado por Nick Fury (Samuel L. Jackson) para lutar e salvar o mundo, com a ajuda do "Senhor Beck" (Jake Gyllenhaal) que diz ter enfrentado essa mesma ameaça em sua Terra, o que gera a especulação que há outros universos paralelos aos nossos.



Deixando os spoilers mais para o final do texto, é possível dizer que o novo filme do teioso tem muito do tom da animação Ultimate Spider Man (de 2012 com a última temporada ainda disponível na Netflix). Peter ajuda a Tia May (Marisa Tomei) em sua instituição aparecendo como Homem-Aranha, e temos uma explicação breve e sucinta de porque todos na classe do Peter mantém a mesma idade, mas ainda há gente nova.

As piadas sobre a Tia May ser uma mulher bonitona continuam e isso às vezes incomoda, porém nada que estrague a diversão. O filme novo é essencialmente divertido. Peter é um adolescente, então tem que conviver com os deveres e desafios de um, com o complicador que ele também é um Vingador.

A ligação com o restante do MCU ficou extremamente bem feita e diria até bem complexa, como se o tempo todo desde que o teioso se juntou a Marvel, eles já tivessem pensado na trama.

Além de lidar com o vilão elemental Parker lida com seus próprios sentimentos, o fato de Tom Holland ser um ótimo ator, contribui para que as cenas em que ele tem de demonstrar profundidade e sentimentos conflitantes sejam excelentes e façam com que o filme seja mais que apenas uma sessão da tarde.

***Fique para as cenas pós-créditos, você irá pirar!***

Agora falando com spoiler, atenção, você foi avisado.


Peter sente um peso muito grande por Nick e Happy (Jon Favreau) acharem que ele pode substituir Tony como o novo Homem de Ferro, ele é só um adolescente, que sente ciúmes e quase mata o colega por acidente.

É um pouco decepcionante, mas não tem multiverso e assim como nos quadrinhos o vilão Mysterio é na verdade isso mesmo, um vilão. Foi uma escolha excelente para a trama. O fato de tanto Tony, quanto Quentin terem barba faz com que seja ainda mais interessante o paralelo que Peter vê no desconhecido para lhe entregar a herança que Tony deixou. Destaque para a cena em Parker está montando o traje novo e remete à outro personagem.

Mysterio se utiliza da tecnologia para criar suas ilusões e as cenas em que Peter está preso nelas são mais que excelentes, lembrando um pouco o filme do Aranhaverso. Com um desfecho muito bom, mas que desabilita mais uma vez o vilão com pouco aproveitamento, Homem-Aranha longe de casa levou o teioso para outro nível, agora com Peter e MJ juntos.



A cena pós-créditos foi um verdadeiro deleite para todos os fãs, mesmo sendo a parte com spoilers, não vou estragar sua experiência, porém vale cada centavo e vai te fazer sair da sala com o coração a mil.

Ficha técnica


Título: Homem-Aranha Longe de Casa
Título Original: Spider-Man: Far From Home
Ano produção: 2019
Direção: Jon Watts
Estreia: 4 de Julho de 2019
Duração: 130 minutos
Classificação:  10 anos
Gênero: Ação; Aventura; Comédia; Ficção Científica
País de Origem: Estados Unidos da América
Elenco: Tom Holland; Jake Gyllenhaal; Marisa Tomei; Samuel L. Jackson; Angourie Rice; Betty Brant; Ben Mendelsohn; Cobie Smulders; Hemky Madera; Jacob Batalon; J. B. Smoove; Jon Favreau; Martin Starr; Numan Acar; Remy Hii; Sharon Blynn; Tony Revolori.

Pesquisadora em Têxtil e Moda; cinéfila; Potterhead e lufana. Adora escrever e dar dicas sobre seus filmes favoritos. Amante de boas histórias e personagens femininas que se impõe. Queria ter os poderes da Jean Grey, mas é apaixonada pela Jasmine. Nas horas vagas escreve sobre seus hobbies.

Comentários

Google
Disqus
Facebook